Jornal do Brasil

Domingo, 19 de Agosto de 2018 Fundado em 1891
Sol Maior

Colunistas - Sol Maior

Raras oportunidades!

Jornal do Brasil Maria Luiza Nobre

A coluna começa fevereiro com muitas informações e vários enigmas para os leitores desvendarem, oportunidades que valem ouro para novos regentes que precisam de um bom aperfeiçoamento, crianças e jovens que gostam de cantar e músicos que terão a oportunidade de participar do maior festival de música do país. Vale a pena imaginar e ter a certeza de que isso tudo só pode ser patrocinado pela Fundação Osesp, que leva o nome da melhor orquestra do país, que é a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.  

Apesar do Rio de Janeiro ter sido a capital cultural do país, e a nossa esperança de um dia poder voltar a ser, temos que aplaudir a bela estrutura da Osesp como instituição ímpar, muito bem dirigida por Marcelo Lopes e Arthur Nestrovski.

Para os leitores que não apreciam as folias de Momo, aguardem na próxima semana a lista que a colunista vai sugerir, com as obras que podem ser apreciadas e ouvidas durante o Carnaval, isso claro, para os que preferem a calma de uma montanha ou mesmo a praia, e aproveitar para conhecer os diversos estilos dos compositores e seus intérpretes.

Como sempre, basta clicar na foto abaixo e o melhor da música clássica estará sempre aqui na coluna, para a alegria dos leitores. Boa semana!

ACADEMIA OSESP

Regentes jovens e interessados em ter uma ótima oportunidade, mais uma dica da coluna: já está disponível no site da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, Osesp, o edital de inscrições para processo seletivo da Classe de Regência da Academia da Osesp. As candidaturas poderão ser realizadas entre os dias  31 de janeiro e 12 de fevereiro de 2018, exclusivamente pelo e-mail academia@osesp.art.br.

Criada por iniciativa da Diretora Musical e Regente Titular da Osesp, a americana Marin Alsop, hoje considerada uma das maiores regentes mulheres do mundo, a Classe de Regência da Academia de Música da Osesp oferece a oportunidade de aperfeiçoamento para jovens regentes em um ambiente cultural de alto nível e com uma importante realização musical na esfera da música de concerto no Brasil. 

O curso de regência tem duração de um ano e oferece aulas individuais com Marin Alsop, Valentina Peleggi (regente em residência da Osesp) e maestros convidados da Temporada. As aulas têm pianistas correpetidores à disposição, participação de grupos de câmara da Academia da Osesp e de possíveis orquestras parceiras.

Aulas de teoria e percepção musical, além de salas e espaços de estudo e acesso aos ensaios e concertos da Temporada Osesp, também fazem parte da rotina dos alunos.

 

CAMPOS DO JORDÃO

As inscrições para o 49º Festival de Inverno de Campos do Jordão começam agora, entre os dias 1º e 16 de fevereiro. Estudantes de música interessados poderão se inscrever para participar do maior festival de música do país.

O módulo pedagógico do Festival acontece no período de 2 a 29 de julho de 2018. As inscrições se encerram às 23h59 (horário de Brasília) do dia 16 de fevereiro. Para os cursos de instrumento, prática de orquestra, música de câmara e música antiga, os alunos precisam ter idade entre 14 e 30 anos no ato da inscrição. Já para o curso de regência orquestral, a faixa etária vai de 14 a 35 anos.

A edição de 2018 oferecerá bolsas de estudo – integrais ou parciais – para até 200 alunos brasileiros e estrangeiros. A lista dos aprovados será publicada até o dia 5 de março, no site do Festival, e divulgada também pelas redes sociais, Facebook, Twitter e Instagram.

Atenção músicos, as vagas deste ano são para os seguintes instrumentos: Violino, Viola, Violoncelo, Contrabaixo, Flauta, Oboé, Clarinete, Fagote, Trompa, Trompete, Trombone, Tuba, Percussão, Harpa, Piano e Violão.

As atividades de performance acontecerão na cidade de Campos do Jordão, na bela Sala São Paulo e nas demais salas do Complexo Júlio Prestes. Já as atividades pedagógicas ocorrerão somente na Sala São Paulo.

Ao final do Festival, o bolsista de maior destaque da edição é selecionado para receber o prêmio Eleazar de Carvalho, oferecido pela Secretaria de Estado da Cultura, por intermédio da Fundação Osesp. O prêmio concede ao vencedor a oportunidade de passar até 9 meses em uma renomada instituição de ensino, com uma bolsa de estudo de US$ 1.400,00 por mês durante o período em que estiver estudando, além do translado entre o Brasil e o país da instituição escolhida pelo vencedor.

 

COROS INFANTIL E JUVENIL

Meninos e meninas, crianças e jovens, que gostam de cantar, fiquem atentos a dica da coluna. Até o dia 9 de fevereiro, crianças e jovens de até 17 anos podem se inscrever nos Coros Infantil e Juvenil da Osesp. No Coro Infantil, meninas de 8 a 13 anos e meninos de 8 a 12 anos têm ensaios semanais na Sala São Paulo, sob orientação e regência do maestro Teruo Yoshida. O grupo reúne crianças, em sua maioria sem formação musical anterior, para aulas de solfejo, percepção musical, técnica vocal, contato com outros idiomas, além da oportunidade de se apresentar ao lado da Osesp na Sala São Paulo, em grandes obras do repertório coral-sinfônico.

No Coro Juvenil, alunos de 14 a 17 anos são apresentados a repertórios mais complexos e ecléticos, apresentados na Sala São Paulo e em eventos especiais. O grupo tem a regência de Marcos Thadeu.

Confira mais detalhes sobre o processo seletivo do Coro Infantil e do Coro Juvenil, basta acessar a página da Osesp, www.osesp.art.br

 

CARNAVAL NA SALA 

A Sala Cecília Meireles apresenta nos dias 2 e 3 de fevereiro, às 20h, dois recitais, intitulados “Carnaval em Concerto”, que abrem a Série Vertigem.

No dia 2, as obras executadas  pelas pianistas Lucia Barrenechea, Maria Teresa Madeira, e Erika Ribeiro, serão o Carnaval de Viena Op.26 de Robert Schumann, o Carnaval das Crianças de Heitor Villa-Lobos , Viva o Carnaval de Heitor Villa-Lobos, o Carnaval dos Animais de Camille Saint-Saëns e Abre-Alas de Chiquinha Gonzaga.

E finalizando a série, no dia 3, estão programados o Carnaval Op.9 de Robert Schumann, as Variações Carnavalescas para Marimba de Edino Krieger, Palhaço e as Pastorinhas de Egberto Gismonti, e como intérpretes as pianistas Maria Teresa Madeira e Erika Ribeiro, e Rodolfo Cardoso, marimba.

Ingressos e informações: 2332-9223 e 2332-9224

Sala Cecília Meireles

Largo da Lapa, 47 - Lapa

 

CHIQUINHA GONZAGA

A compositora e maestrina Chiquinha Gonzaga será homenageada no próximo dia 6, às 19h, no Centro Cultural Justiça Federal, com um recital de suas obras, através da voz da cantora Neti Szpilman, do piano de Maria Luísa Lundberg e do clarinetista Moisés Santos. O evento tem uma dupla causa, a primeira é a divulgação de obras de uma compositora brasileira, expressiva por lutar pelo direito das mulheres brasileiras, que deixou como legado cerca de 2 mil composições, e a segunda é a generosidade da soprano Neti Szpilman, integrante do Coro do Theatro Municipal do RJ, de Moisés Santos, que é o 1º clarinetista do Theatro Municipal do RJ e da pianista Maria Luísa Lundberg, que em solidariedade aos colegas do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, solicitam ao público a doação de alimentos não perecíveis para serem doados aos funcionários da instituição.

Informações: 3261-2550

Centro Cultural Justiça Federal 

Av. Rio Branco, 241- Centro

 

MÚSICA NO MUSEU

O Carnaval compreendia o período de festas profanas que se estendia do Dia de Reis até a véspera da Quarta-feira de Cinzas, quando começa a Quaresma. Pouco a pouco, sofreu inúmeras modificações decorrentes das diferentes épocas e locais onde é festejado. Fonte de inspiração para grandes compositores brasileiros e estrangeiros, eruditos e populares, no Brasil tornou-se a mais significativa e alegre manifestação popular do planeta, conhecida no mundo inteiro pela beleza, criatividade e riqueza de suas Escolas de Samba e pela originalidade de sua música contagiante.

A Série Música no Museu mantém a sua tradicional programação de "Clássicos do Carnaval" acrescida de uma récita cujo repertório será inteiramente dedicado à música erudita inspirada no Carnaval - "Do Outro Lado do Carnaval”, incluindo o Carnaval romântico de Schumann e músicas de grandes  mestres brasileiros do passado e do presente.

A série programou um concerto no dia 7, às 12h30, no CCBB, com o grupo Abstrassom Rio em Canto, Coral do Fluminense e regência de Marcelo Saldanha, executando clássicos do Carnaval.

Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB

Rua 1º de Março, 66 – 4º andar – Sala 26 - Centro

Dica da semana - Quinteto Op.44 de R.Schumann por Martha Argerich, Renaud Capuçon, Mischa Maisk



Tags: luiza, maior, maria, nobre, sol

Compartilhe: