Jornal do Brasil

Quinta-feira, 26 de Abril de 2018 Fundado em 1891
Sol Maior

Colunistas - Sol Maior

Agenda da semana de 11 a 17 de abril - Brasília irá fundar 300 orquestras

Presidenta Dilma Rousseff condecora Maestro José Antonio Abreu

Jornal do Brasil Maria Luiza Nobre

Semana mais do que agitada, em prestíssimo! A Orquestra Sinfônica Simón Bolivar esteve no Brasil para dois concertos em São Paulo e um em Brasília, tendo como regente o mais badalado ícone do planeta, o maestro Gustavo Dudamel, que a coluna tanto gosta. As notícias são novíssimas para os leitores desta  Sol Maior. Brasília irá fundar 300 orquestras com a assessoria filosófica e pedagógica do “El Sistema” da Venezuela. Duas centenas de músicos brasileiros e venezuelanos formarão, em dezembro, a primeira Orquestra Binacional. Isto graças à parceira firmada entre a Orquestra Sinfônica Simon Bolivar , o Governo do Distrito Federal e o Ministério da Cultura, com o objetivo maior de criar 300 núcleos de orquestras que vão beneficiar mais de 300 mil crianças e jovens, sobretudo das camadas sociais mais sensíveis da sociedade.

A referida política de inclusão social, através da música, foi o ponto central deste acordo firmado pelo governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, também as secretarias Estaduais de Educação e de Cultura do Distrito Federal, tudo sob a mágica regência do visionário José Antonio Abreu,fundador e criador do ‘El Sistema” da Venezuela. Nesta visita ao Brasil altamente positiva, tendo a presença também do ministro do Poder Popular da Cultura da Venezuela, Pedro Calzdilla, o maestro José Antonio Abreu esteve com a Presidenta  Dilma Rousseff, que condecorou Abreu com a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, comenda concedida a personalidades estrangeiras pela presidenta Dilma Rousseff, em seu grau mais alto. O concerto no Teatro Nacional de Brasília foi o maior sucesso, como sempre são os concertos do conjunto, tendo as prestigiadas presenças da presidenta Dilma, que para nossa alegria gosta de música clássica, assim como a elegante ministra da Cultura Marta Suplicy.

RIEU – O violinista e regente André Rieu, holandês de nascimento, vem ao Rio de Janeiro este mês. Desde já a coluna informa que serão realizados quatro apresentações, hoje, 12, 13 e 14, em vários horários no HSBC Arena. Os concertos terão muitas valsas vienenses, sempre tendo como ponto de partida a família Strauss, e o fato é que atraindo vários tipos de gosto, o carismático Rieu se apresenta para verdadeiras multidões em todo o planeta. Sua agenda é lotadíssima, e a presença do Brasil em seu grupo é deslumbrante, com a carismática e talentosa soprano Carmen Monarcha, dona de uma das mais lindas vozes da atualidade, além da sólida base clássica que lhe deu sua mãe, a também soprano Marina Monarcha. Os ingressos no local e para maiores informações: 3035-5200. 

OPES – A Orquestra Petrobras Sinfônica volta ao palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro neste sábado, dia 13, às 16h, abrindo a Série Portinari, com a presença de seu diretor artístico e regente titular, o talentoso maestro Isaac Karabtchevsky, apresentando a Sinfonia nº3 de Heitor Villa-Lobos, também chamada A Guerra. A OPES recebe o violinista lituano Julian Rachlin, que será o solista do belíssimo Concerto em Ré Maior para violino e orquestra op.35 de Tchaikovsky, uma das páginas tradicionais do repertório do violino. Também no programa a Abertura 1812,op.49, do mesmo autor russo. Ingressos no local. 

SÃO PAULO – Para quem estiver com viagem marcada para São Paulo, a dica da coluna é a temporada do Mozarteum Brasileiro, trazendo a Orquestra Sinfônica da Lituânia, que vem pela primeira vez ao Brasil, dias 13, às 21h, e 14, às 19h, na Sala São Paulo.O concerto terá como regente o russo Vladimir Lande, e como solista a pianista chinesa Xiayin Wang. Ingressos no local ou no Mozarteum Brasileiro,em São Paulo. 

SALA – Em virtude das reformas no prédio da Rádio MEC, o programa Sala de Concerto, com apresentação e direção de Lauro Gomes, passará a ser transmitido e apresentado diretamente da Escola de Música da UFRJ, a partir do dia 19. O programa é tradicional às sextas-feiras, e já estamos sentindo falta, sobretudo da transmissão ao vivo.

 CD – NovoCD no mercado, lançado ontem, Chão de Nuvens, do pianista e compositor Paulo Francisco Paes. 

MÚSICA NO MUSEU- A  série apresenta hoje, às 18h, no Centro Cultural Justiça Federal, a violinista Carol Panesi, tocando obras de Luiz Gonzaga, Dorival Caymmi,Villa-Lobos, Cartola e Hermeto Pascoal. Dia 12,,às 15h, no mesmo local, violinista Edson Monteiro e pianista Anderson Alves, com programa Haendel, Edmundo Villai-Cortes, Debussy e Anderson Alves. Dia 16, às 12h30, no Real Gabinete Português de leitura, Duo Ritmata, com a flautista Rachel Castro e violonista Roberto Brito. No programa obras de Mauro Giuliani, Ravel,Ernesto Nazareth, Chiquinha Gonzaga e Radamés Gnattali. Todos os concertos são com entrada franca. 

TRIO – O Trio Jardini, formado pela pianista Marcia Cattaruzzi, pelo violinista Luiz Amato e pela violoncelista Adriana Holtz, fazem recital dia 16, às 12h30 e 19h, no Centro Cultural Banco do Brasil.Ingressos no local. 

MUSICATIVA – A sessão comentada por Marcel Gottlieb, apresenta dia 17, às 16h, os Diálogos Musicais através de belíssimos concertos dos grandes mestres. Esta semana Mozart, Scarlatti e Haendel.  Maiores informações: 2267-4056.

Dica da semana - Haydn puro com o violoncelista Mischa Maisky



Tags: JB, coluna, maria luiza, nobre, sol maior

Compartilhe: