Jornal do Brasil

Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Rio

Nome da operação é inspirado nas fotos da "farra dos guardanapos", de Paris

Festa com Cabral, secretários e empresários celebrava a escolha do Rio para sede da Olimpíada

Jornal do Brasil

As fotos da “farra dos guardanapos” - que mostra o ex-governador Sérgio Cabral confraternizando com empresários e secretários em uma festa de gala num restaurante em Paris - inspiraram o nome da operação desta quinta-feira (23), que prendeu entre outros o ex-chefe da Casa Civil de Cabral Régis Fichtner. A operação foi batizada de C'est fini (É o fim, em francês).

Nas fotos aparecem, com guardanapos presos à cabeça, o ex-governador, o ex-chefe da Casa Civil e vários empresários, inclusive o empreiteiro Fernando Cavendish, também alvo da operação desta quinta-feira. 

A festa seria uma comemoração antecipada da vitória do Rio como cidade sede da Olimpíada de 2016, de acordo com investigações da operação Unfair Play, que apura a compra de votos para a escolha do Rio.

As imagens foram divulgadas inicialmente no blog do ex-governador Anthony Garotinho. Nelas aparecem Cabral, Régis Fichtner, Sérgio Côrtes, Fernando Cavendish, George Sadala, Sérgio Dias, Wilson Carlos entre outros que estão presos ou são alvo de investigações.

A "farra dos guardanapos", em Paris, inspirou a operação desta quinta-feira da PF
A "farra dos guardanapos", em Paris, inspirou a operação desta quinta-feira da PF

>> “Farra dos Guardanapos” de Cabral teria sido comemoração da escolha do Rio como sede das Olimpíadas

>> Lava Jato: PF prende no Rio empresário que fornecia merenda a escolas e comida a presídios

Tags: cabral, farra, festa, fotos, guardanapo, paris

Compartilhe: