Jornal do Brasil

Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Rio

Moradores da Maré colocam a documentação em dia no Rio em Ação

Jornal do Brasil

Toda edição do Rio em Ação proporciona, para os cariocas, uma oportunidade de acesso a serviços que muitas vezes estão distantes deles. Na Maré, o mutirão da Prefeitura oficializou a união de um casal que já estava junto há dez anos. 

Carla Fernanda, dona de casa, e Samuel Nascimento, frentista, não desperdiçaram a chance de emitir a certidão de casamento na Escola Municipal Bahia. De quebra, os moradores da Nova Holanda ainda agendaram a emissão da segunda via da carteira de trabalho de Samuel e o CPF dos três filhos. 

"Para fazer isso no cartório é difícil e caro. Perdemos a edição anterior porque meu esposo não podia ir, então nessa chegamos às 5h para garantir o atendimento", conta. 

Mais gente teve a mesma preocupação da Carla e chegou cedo para desfrutar dos serviços oferecidos no Rio em Ação. Bem antes dos portões da escola abrirem, às 9h, Rafael Severo já estava na fila para tirar a segunda via da identidade. 

"Tinha tentado em outros lugares, mas preferi vir aqui por ser mais fácil e gratuito", explica. 

Maria Rodrigues também chegou cedo na fila para garantir o atendimento da família inteira, até do bichinho de estimação. 

"Estou aqui guardando lugar para a minha filha. E tem o Toni também, que vai tomar a vacina para a raiva", diz. 

Parceiros se mobilizam 

Aluno do curso de barbearia do Instituto Embelleze, Antônio Braga, de 60 anos, viu no Rio em Ação uma oportunidade de colocar em prática o que está aprendendo nas aulas. Enquanto corta o cabelo das pessoas que procuram o mutirão da Prefeitura, ele alimenta o sonho de ter uma segunda carreira após a aposentadoria. 

"Eu trabalhava como agente de viagens e me aposentei há dois anos. Não queria ficar parado, então entrei nesse curso de barbearia e, quem sabe, no futuro eu consiga abrir meu próprio negócio", projeta. 

Para realizar o Rio em Ação, a Prefeitura contou com a ajuda de diversos parceiros como a Embelleze. Entre eles, a Usina de Campeões, que levou aulas de muay thai para as crianças da Maré. 

"Nosso objetivo é utilizar o esporte para fazer inclusão social dessas crianças", afirma Wanderson Rodrigues, coordenador administrativo da Usina.

Tags: atendimento, cidadania, documentação, maré, serviço

Compartilhe: