Jornal do Brasil

Domingo, 19 de Novembro de 2017

Rio

Morte de turista espanhola pela PM na Rocinha repercute no exterior

Jornal do Brasil

A morte da turista espanhola na Rocinha, Zona Sul do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (23) repercutiu em jornais do mundo inteiro. Maria Esperanza Ruiz Jimenes, de 67 anos, foi baleada pela política em um carro de turismo -- um Fiat Fremont -- que rompeu um bloqueio policial no Largo do Boiadeiro, na comunidade, de acordo com informações da Polícia Militar. 

A corporação destacou em nota que só se constatou que se tratava de turista quando o veículo foi abordado. A Corregedoria da Polícia Militar apura o caso. 

O jornal El País destacou o ocorrido em sua página principal na web, com o título "La policía mata a una turista española en una favela de Río de Janeiro" ("Polícia mata uma turista espanhola em uma favela do Rio de Janeiro"), destacando que a vítima fazia um passeio turístico na favela com outras quatro pessoas. "A favela da Rocinha é cenário há um mês de um conflito armado entre dois grupos de traficantes e a polícia", frisa a publicação.

Turista espanhola foi morta na Rocinha
Turista espanhola foi morta na Rocinha

A matéria informa que em El Puerto de Santa María, onde residia a vítima, a notícia não tardou a correr, pois ela e a família são muito conhecidos na região. 

O também espanhol El Mundo publicou a matéria "Muere una turista española por disparos de la policía en un tiroteo en una favela de Río de Janeiro" ("Morre uma turista espanhola por tiros da polícia em um tiroteio em favela do Rio de Janeiro"). A publicação informa que ela foi resgatada com vida, mas morreu logo depois no hospital Miguel Couto, na Gávea. O periódico também chama a atenção para o fato dela ser uma empresária muito conhecida do setor imobiliário em El Puerto de Santa María.

O caso ainda ganhou repercussão para além do Brasil e da Espanha. O britânico The Guardian publicou a matéria "Brazil police shoot dead Spanish tourist in Rio de Janeiro favela" ("Polícia do Brasil mata a tiros turista espanhola em favela do Rio de Janeiro"). O periódico frisa que ela foi a terceira turista morta em favelas do Rio em menos de um ano. 

"A morte coloca  os holofotes de volta para a situação deteriorante do crime do Rio de Janeiro, apenas um mês depois que militares brasileiros foram enviados à favela da Rocinha em uma tentativa de controlar a violência entre grupos de traficantes", escreve o jornal.

A notícia também ganhou espaço no The New York Times, ainda que via agência de notícias, com a Reuters

O argentino Clarín publicou "Una turista española murió baleada por la policía en Río de Janeiro". O jornal ressalta que a Rocinha registra "intensos tiroteios há várias semanas". 

>> Turista espanhola é morta pela polícia na Rocinha

Tags: confronto, espanhola, militar, morte, polícia, rocinha, tiro

Compartilhe: