Jornal do Brasil

Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

Rio

Polícia identifica oito criminosos que aparecem em imagens na Rocinha

Jornal do Brasil

Oito suspeitos dos mais de 50 criminosos que aparecem em imagens gravadas nesta segunda-feira (18) na Rocinha, comunidade localizada no Rio Comprido, Zona Sul do Rio, foram identificados pela Polícia Civil. 

O delegado titular da 11ª DP, Antônio Ricardo, descartou que a invasão de domingo (17) tenha tido a participação da facção criminosa paulista, Primeiro Comando da Capital (PCC), como sugeriu nesta segunda. 

Desde a manhã desta terça-feira (19), a Polícia Militar faz operação em quatro comunidades, entre elas, a Rocinha. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) está na comunidade e tem o apoio dos homens da Unidade de Polícia Pacificadora da Rocinha e do batalhão do Leblon. 

Os policias fazem um cerco e percorrem ruas em busca de traficantes. Além da Rocinha, o Bope faz operação no Morro do Vidigal, no Leblon, na Zona Sul do Rio. O Batalhão de Choque faz operação no Morro do São Carlos, no Estácio, e no Morro dos Macacos, em Vila Isabel. A polícia também percorre ruas dos morros da Babilônia e Chapeu Mangueira.

Na segunda-feira, moradores da Rocinha relataram nas redes sociais que um novo tiroteio teria começado na região no fim da tarde. O comércio teria fechado as portas e vans, parado de circular. A ordem teria partido do traficante Rogerinho 157, que estaria escondido na parte alta da comunidade.

>> Bope faz 2º dia consecutivo de operação na Rocinha após domingo de terror

>> Jungmann propõe criação de força-tarefa para investigar crime organizado no Rio

Moradores relataram ainda que ônibus com criminosos teria chegado à comunidade para dar apoio aos traficantes locais. Eles teriam vindo do Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio. 

Na manhã desta terça, o comércio começou a abrir as portas, e os ônibus circulam normalmente. Ônibus escolares, contudo, evitam a região por motivos de segurança. Não há informações sobre o funcionamento de escolas e postos de saúde.

Tags: bope, invasao, operaçao, rio, rocinha, suspeitos, violencia

Compartilhe: