Jornal do Brasil

Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Rio

Operação Arcanus prende  cinco servidores da Anvisa e três policiais federais

Jornal do Brasil

Cinco servidores da Anvisa e três policiais federais foram presos nesta quarta-feira durante a operação Arcanus, que desarticulou um esquema que facilitava, de forma irregular, a imigração de passageiros no porto do Rio. 

Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, foram arrecadados computadores, mídias, farta documentação e aproximadamente R$ 50 mil e 4 mil dólares em dinheiro. 

A investigação policial foi iniciada há um ano e meio e, na fase atual, estão previstos mais de 60 depoimentos, assim como a análise de vídeos e do material apreendido.

No caso dos policiais, a ilegalidade ocorria quando os cidadãos estrangeiros contratados pelas empresas eram desembarcados na condição de turistas quando, na verdade, iriam exercer atividade laboral no Brasil sem que tivessem preenchido os requisitos para a obtenção do visto de trabalho.

Já em relação à Anvisa, com o objetivo de diminuir os custos com a permanência das embarcações no porto, eram emitidos certificados de liberação sanitária sem que os navios sequer fossem vistoriados.

Foi apurado que, embora os esquemas delituosos existentes no porto do Rio de Janeiro não estivessem vinculados entre si; eram as mesmas empresas armadoras e agências marítimas que se utilizavam das facilidades ilegais em ambas as engrenagens criminosas.    

A PF não descarta a participação de outras pessoas, inclusive servidores públicos, podendo ocorrer ainda novos indiciamentos.

Os presos foram encaminhados ao sistema prisional do estado.

Tags: Porto, Rio, ação, federal, polícia, prisões

Compartilhe: