Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Rio

Assessor da prefeitura de Belford Roxo é preso em ação contra estelionatários

Além do assessor, foram detidos políticos, advogado, contador, despachante, militar e empresários 

Jornal do Brasil

Uma grande operação para prender estelionatários que aplicam golpes milionários em bancos está em andamento na manhã desta segunda-feira (11) em quatro estados do Brasil, Rio de Janeiro, Bahia, Espírito Santo e Paraná. Agentes da Polícia Civil tem 15 mandados de prisão e 28 de busca e apreensão. No Rio de Janeiro, 11 mandados já foram cumpridos durante a ação apelidada de Big Bang. Entre os presos está Rogério Manso Moreira, chefe da quadrilha e Rogério Ramos, assessor do gabinete da Prefeitura de Belford Roxo, na Baixada Fluminense.

Rogério Ramos foi encontrado na casa da sua sogra, em Duque de Caxias, também na Baixada Fluminense. Ele é acusado de movimentos cerca de R$ 40 milhões, durante dois anos. A quadrilha era formada por ex-candidatos a deputado federal e a vereador, um advogado, um contador, um despachante, um sargento do Exército, empresários e lobistas políticos com influência na região. 

"É uma quadrilha que age, principalmente na Baixada Fluminense, mas tem tentáculos em outros estados também. É especializada em golpes bancários milionários, uma das maiores do país. Em dois anos, eles movimentaram quase R$ 40 milhões, adquiriram 82 caminhões que eram usados para lavar dinheiro e usavam ainda empresas de fachada para praticar o crime", revelou o delegado titular da 54ª DP (Belford Roxo), Felipe Curi.

De acordo com a Civil, os integrantes da quadrilha entravam em contato com micro empresas para tentar intermediar negociações com as prefeituras. Os lobistas facilitavam as transações e em troca exigiam que o microempresário aumentassem o seu capital, através de empréstimos que eles faziam com as instituições financeiras.  

"Quando este empresário percebia que não tinha condições de arcar com o custo, os lobistas transferiam a empresa para algum laranja, que também pertencia a quadrilha. E aí era feita uma pirâmide de empréstimo com outras várias empresas", esclareceu o delegado. Entre os presos está um assessor da prefeitura de Duque de Caxias, identificado como Rogério Ramos. 

Tags: baixada, lobistas, mandados, Operação, políticos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.