Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Rio

Prefeito Eduardo Paes revida agressão verbal de escritor com soco em restaurante

Jornal do Brasil

Na noite de ontem (25), o prefeito do município do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, se envolveu em uma briga, revidando o xingamento de um rapaz com um soco em um restaurante de comida japonesa, no Horto, Zona Sul da cidade.

"Eu encontrei Eduardo Paes, PREFEITO, no horto. Sentado na calçada de um restaurante caro onde eu e minha namorada estávamos gastando dinheiro pra ter prazer. Não aguentei e fui brusco, agressivo e certeiro. Falei que pra ele que [ele que] é um bosta. De repente, ele veio pra cima e agrediu fisicamente. Soco na minha CARA. Homens me segurando. Depois, minha mulher, possessa pela covardia, foi pro ataque. Está com os joelhos sangrando. A gente verbalizou, sem educação (e não me arrependo. Não é possível ser educado com um otário que [ferra] a nossa cidade toda todo dia), e em troca, o poder porrou a gente", contou o escritor e músico Botika pelo Facebook.

Bernardo Botikay publicou o relato em seu perfil na rede social
Bernardo Botikay publicou o relato em seu perfil na rede social

Assim como Botika e a sua esposa, Eduardo Paes também tinha ido jantar com a mulher e um casal de amigos, quando foi abordado pelo casal, que registrou ocorrência na 15ª DP - Gávea e fez exame de corpo e delito no Instituto Médico Legal (IML).

"Fomos na polícia. Fomos no centro, IML, dar parte. Eu queria mesmo é estar em casa com a minha mulher. Não vai dar em nada. (...) A maior humilhação do mundo é levar soco na cara do homem menos homem que já ouvi falar", critica Botika, na rede social.

Em nota, o prefeito disse que jantava com a mulher quando foi "gratuita e insistentemente ofendido por um casal desconhecido", e que a discussão "transformou-se em um princípio de desentendimento físico", que obrigou a intervenção de sua segurança. O prefeito disse ainda que críticas são bem-vindas, mas que agressões pessoais em momentos privados diante da esposa não são aceitáveis.

Ao fim da nota, Paes se desculpa: "Apesar da agressividade do casal, eu não poderia ter reagido como o fiz. Peço desculpas à população da minha cidade pela maneira como agi".

O delegado Orlando Zaccone afirmou que ouvirá todos os envolvidos na confusão a partir desta segunda-feira (27).

>>Reação violenta fere os princípios democráticos

Tags: bernardo botikay, botika, briga, eduardo paes, horto, soco

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.