Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

Rio

PM faz operação na Rocinha para prender assassino de soldado 

Jornal do Brasil

Homens do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) fazem, na manhã desta terça-feira, uma operação na Rocinha, em São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro, com o objetivo de prender suspeitos de  envolvimento na morte de um PM na comunidade.

A ação conta com o apoio do Batalhão de Ações com Cães (BAC), do Batalhão de Choque (BPChq) e de policiais que atuam na pacificação da comunidade.

Policiais da Divisão de Homicídios da Polícia Civil também devem realizar investigações na comunidade.

Rafael da Silva de Barros, um dos suspeitos de matar PM na Rocinha 
Rafael da Silva de Barros, um dos suspeitos de matar PM na Rocinha 

Prisão

No fim da madrugada de segunda-feira, os pais de um dos acusados de matar o policial militar Diego Bruno Barbosa Henriques na Rocinha, na última quinta-feira, foram à 14ª DP (Leblon) pedir que os policiais prendessem o filho. Rafael da Silva de Barros, de 18 anos, foi encontrado na Praia de Botafogo, na altura da loja Casa e Vídeo, na Zona Sul do Rio, e preso.

No sábado, cerca de 40 policiais da Divisão de Homicídios realizaram uma operação na Rocinha para tentar encontrar os acusados, sem sucesso.

>> Polícia divulga foto de suspeitos de matar PM na Rocinha 

Ronaldo Azevedo da Cunha, de 24 anos - o outro suspeito de participação no crime - ainda está foragido. 

O PM Diego Bruno Barbosa Henriques fazia patrulhamento de rotina a pé na Favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio, na noite de quinta-feira, quando foi morto. Ele foi enterrado na sexta-feira. 

Esta prevista para esta quinta-feira a inauguração da Unidade de Polícia Pacificadora na comunidade. A UPP terá o efetivo de 700 policiais.

Tags: assassinato, crime, morte, rocinha, soldado, upp

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.