Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

Rio

Morro da Mangueira recebe a 18ª e maior UPP da cidade

Jornal do Brasil

O Complexo da Mangueira, na Zona Norte do Rio, recebeu nesta quinta-feira (3/11) a 18ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) , que consolida o processo de pacificação que começou em junho com a ocupação das forças policias nas comunidades. Os 20 mil moradores da região também terão acesso a pacotes populares de TV a cabo através do Projeto Via Paz, programa do Governo do Estado em parceria com a Embratel.

- Estamos inaugurando na Mangueira uma nova fase, e peço a colaboração de todos. A Mangueira é uma comunidade com valores sentimental e cultural fantásticos, que foram se perdendo com o tempo. Hoje é um dia histórico na comunidade, que eu frequento desde menino. Vamos levantar a comunidade ainda mais, com investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no valor de R$ 100 milhões - anunciou o governador Sérgio Cabral, durante a inauguração da UPP.

A sede administrativa provisória da unidade policial fica na Praça Candelária, na Avenida Visconde de Niterói. A nova UPP é a maior em número de efetivo. Ao todo, 403 policiais realizarão o policiamento nas oito comunidades beneficiadas: Mangueira, Morro do Telégrafo, Praça Candelária, Vila Miséria, Bartolomeu Gusmão, Tuiuti, Marechal Jardim e Parque Mineiros. Outras três bases avançadas da UPP funcionarão no morro do Tuiuti, no Telégrafo e no Buraco Quente.

Com a ocupação das comunidades do Complexo da Mangueira, o Governo do Estado fecha o chamado cinturão de segurança na região da Grande Tijuca. No total, 64 comunidades e 294 mil moradores já são beneficiados pelas outras 17 UPPs instaladas no Rio de Janeiro. Até 2014, a previsão é de que sejam inauguradas 40 unidades.

Mangueira da paz

Com a inauguração da UPP Mangueira/Tuiuti, os moradores comemoram a consolidação da paz. Nas áreas beneficiadas pela unidade de polícia, a expectativa é grande. A chegada das UPPs marca também o resgate dos diretos dos cidadãos e o início de um futuro mais digno para milhares de famílias como a da aposentada Jussara Silva. Nascida no morro da Candelária, ela espera pelas melhorias que já fazem parte da realidade das comunidades pacificadas.

- Os pacotes mais baratos de TV a cabo já demonstram que vamos ganhar muitos serviços com a entrada do Estado no morro. Vamos ganhar mais lazer e melhorias em infraestrutura. Em alguns pontos da Mangueira já notamos as mudanças, como a limpeza de ruas. Mas esperamos por mais obras, com a inauguração das UPPs - disse.

Para o comerciante Marcos Lourenço, a unidade pacificadora significa a crescimento de seu pequeno empreendimento. Assim como aconteceu em outras comunidades ocupadas pelas forças policiais, onde instituições públicas e privadas aproveitaram o potencial econômico de cada região, ele espera poder em breve transformar sua vida com a valorização de seu petshop.

- Eu espero que Deus abençoe a nossa comunidade e seus moradores. Já ganhamos a paz. Agora, queremos desenvolvimento - contou.

Tags: inauguração, morro da mangueira, ocupação policial, pacificação, segurança pública, tráfico de drogas, upp

Compartilhe: