Jornal do Brasil

Terça-feira, 25 de Julho de 2017

Rio

Equinócio no Hemisfério Sul marca a passagem para a primavera

Jornal do BrasilHumberto Tanure

Nesta quinta-feira, teremos a passagem do Equinócio, e no Hemisfério Sul, o inicio da primavera. Esta efeméride é conhecida e comemorada desde a pré-história, seja por motivação mística ou por estratégia econômica. 

É que na falta de um calendário mais prático e preciso, as diversas tarefas agrícolas (sementeira, irrigação, colheita, etc.) eram fixadas em função da posição de algumas estrelas na abóboda celeste e das posições no horizonte do nascer e do pôr-do-sol ao longo do ano. 

Ilustração mostra a movimentação da Terra
Ilustração mostra a movimentação da Terra
Marcar rigidamente os pontos no horizonte correspondentes a essa e outras efemérides era a finalidade principal de tantos monumentos megalíticos pre históricos
Marcar rigidamente os pontos no horizonte correspondentes a essa e outras efemérides era a finalidade principal de tantos monumentos megalíticos pre históricos

Marcar rigidamente os pontos no horizonte correspondentes e a essa e outras efemérides era a finalidade principal de tantos monumentos megalíticos pre históricos, tanto na Europa e Ásia como na America Central, como o Stonehenge. 

Akhenaton, o faraó que tentou, em 1300 AC, sem sucesso, elevar Aton, o Deus Sol, ao status de único Deus
Akhenaton, o faraó que tentou, em 1300 AC, sem sucesso, elevar Aton, o Deus Sol, ao status de único Deus

O Equinócio marca aquele ponto na órbita da Terra em torno do Sol em que o dia e a noite tem a examatente a mesma duração. E enquanto os habitantes do Hemisfério Sul entram na primavera, os do Hemisfério Norte encaram o outono. 

Atualmente, tenta-se, principalmente na Europa, reviver alguns mitos pagãos, e assim milhares de pessoas se juntam nesta quinta-feira para saudar o nascer-do-sol ou o pôr-do-Sol. Aqui no Rio de Janeiro, as Pedras do Arpoador são um lugar excelente para se contemplar o pôr-do-sol sobre o espetacular Morro Dois Irmãos e o Maciço da Tijuca. 

Desse local, no pôr-do-sol, homenagearemos o Sol, e relembraremos Akhenaton, o faraó que tentou, em 1300 AC, sem sucesso, elevar Aton, o Deus Sol, ao status de único Deus, o que lhe custou a vida e a da sua família.

Tags: equinócio, primavera, sol

Compartilhe: