Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Rio

Condutor do bonde de Santa Teresa ignorou ida à oficina antes do acidente 

Bonde já tinha passado por manutenção dois dias antes do acidente

Jornal do BrasilJorge Lourenço

O secretário de Transportes do Rio de Janeiro, Júlio Lopes, convocou, na tarde desta segunda-feira, uma coletiva de imprensa para explicar o acidente com um bonde em Santa Teresa. No incidente, cinco pessoas morreram. 

De acordo com Júlio Lopes, o condutor Nelson Corrêa deveria estar levando o bonde para a manutenção no momento do acidente já que o veículo tinha acado de colidir com um ônibus. Dois dias antes da tragédia, o mesmo bonde já tinha passado por uma manutenção. A razão pela qual Nelson não foi para a oficina ainda é desconhecida. 

"Não queremos culpar nem acusar ninguém", disse Júlio Lopes. " O Nelson era um funcionário exemplar, conhecido entre os colegas como 'tartaruga', por dirigir devagar. Nossa grande dúvida é saber por quê ele não foi para a oficina. Quem vai dizer a razão disso será a perícia".

Membros da Associação de Moradores e Amigos de Santa Teresa (Amast) estavam presentes na Secretaria de Transportes e tentaram começar uma manifestação durante a coletiva de imprensa. Contidos pelos seguranças, eles se revoltaram com a tentativa de culpar o condutor pelo acidente. 

"Todo mundo que frequenta Santa Teresa sabe como os pontos ficam superlotados. Com certeza, o Nelson ficou constrangido pelas filas enormes e pela demora de 40 minutos por um bonde. Ele deve ter passado pelos pontos lotados e decidiu voltar", apontou Álvaro Braga, historiador e membro da AMAST. "Não pensei que eles fossem adotar a tática de 'culpar o morto'". 

Júlio Lopes também apontou a superlotação dos veículos como principal causa dos acidentes e acusou os frequentadores do bonde de forçar a entrada, mesmo sob protestos dos condutores. Questionado sobre as razões da lotação, ele admitiu que o número de bondes não era o suficiente para atender a demanda. 

Moradores tentam começar protesto, mas são contidos por seguranças
Moradores tentam começar protesto, mas são contidos por seguranças

"Estamos falando de bondes criados há mais de 100 anos, todos feitos para atender a uma realidade completamente diferente. E é difícil mordenizá-los, já que os trilhos foram especificamente para requisitos daquela época", explicou o secretário. "O número de bondes realmente não era o suficiente para atender o bairro". 

ACP ignorada

Os membros da Amast também reclamaram de a Secretaria de Transportes ter recorrido de uma ação civil pública (ACP) do Ministério Público que pedia a modernização dos bondes para garantir a segurança dos passageiros. A justiça estadual condenou a Secretaria a cumprir a ação, que levou o processo para a esfera federal.

"Plagiando o escritor, tudo isso foi a crônica de uma tragédia anunciada. Eles chegaram ao ponto de recorrer de uma ação que pedia apenas a modernização dos veículos, arrastando ainda mais o processo", disse Álvaro Braga, indignado. "Honestamente, não consigo entender como o governador Sérgio Cabral mantém o Júlio Lopes como secretário de Transportes após essas seis mortes no bondinho em menos de um ano. O Júlio Lopes é dono de duas escolas e formado em marketing. Ele não entende nada de transportes e já deveria ter sido exonerado há muito tempo". 

Tags: acidente, bonde, mortes, santa teresa, Tragédia

Compartilhe:

Comentários

20 comentários
  • Leandro,

    Culpar o morto é fácil! Essas autoridades deveriam ser presas! Vocês ver qual vai ser o resultado da perícia!

  • Luiz Carlos Feidman Feidman, Rio de Janeiro

    Brincaeiraaaaaaaaaa, o profisssional que morreu é o culpado, Kddddddddddddd a justiça?????????????????????

  • Aleks, Rio de Janeiro

    È senhor Julio Lopes ...
    A culpa foi do condutor ... sei ...

    Daqui a pouco vão publicar que a culpa do acidente de Niterói
    foi do pedreiro ... afinal de contas ... o que o pedreiro estava
    fazendo aquela hora da noite na estrada ... não é mesmo ...

    A culpa foi da onça ... que deixou o senhor sobreviver ...
    Julio Lopes ...kkkkkkkkk

  • Felipe, Valença RJ

    É um absurdo a declaração do dono do CEL. Esse cara não entende de transporte, mas quem disse que entender é importante para o (des)governador? Basta ver a educação: depois de uma técnica em informática (sem ofensa), temos agora um gerentão de supermercados!

  • jkarlos, rj

    Este é o Rio de Janeiro que vai cediar uma copa do mundo e uma olimpiada? É uma verdadeira vergonha o que aconteceu e pior ainda a desculpa deste secretario que esta tirando o dele da reta e levando o governador junto, dizendo que o estado não tem culpa de nada. É sempre assim neste pais, ninguem assume nada. A solução agora é desenterrar o motorneiro do bonde e processa-lo por acidente culposo!!!! Vamos lá autoridades exumem o motorneiro para que ele responda por tudo isso. Me desculpem mas temos que rir diante de desculpas como estas deste cidadão.

  • chiquinho seropedica, rio de janeiro

    está chegando as eleiçoes 2012 , vamos tirar a turma do sergio cabral ,
    precisamos investimento na educação para não precisar fazer mais upps ,
    investimento em saúde , prevenção , segurança e desarmamento e claro mais respeito pela populção . nós queremos segurança seu cabraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  • manoel martins, recreio minas gerais

    eAGORA A CULPA E DO CONDUTOR, O QUAL EU TIVE O PRAZER E A HONRA DE TER CONHECIDO, E GUANDO CAIU O TURISTA DO ARCOS DA LAPA O QUAL AQUELA PROTEÇAO ESTA EM PESSIMA CONSERVAÇAO
    MORTO NAO PODE SE DEFENDER SR SECRETARIO

  • japeri, japeri

    o problema esta resolvido,o responsavel foi o condutor......KKKKKKKKKKK

  • joão americo, São Paulo

    Até quando a corda sera quebrada do lado mais fraco ? Alias no caso . lado morto ! Nem Chico Xavier explica ou compartilha...

  • antunes, japeri

    O responsavel,foi o condutor... é brincadeira.

  • andrea s n soares, Curitiba

    Fico chocada ao ler uma declaração desta partindo do maior responsável pelo acidente. Sou carioca e conheço bem a realidade destes bondinhos. São mal cuidados e com certeza o motorista deve ter sido forçado a percorrer o trajeto de sua rota antes de ir a oficina. Este bondinho não estava danificado pela batida. Com certeza a falta de manutenção preventiva e mesmo corretiva é a causa real do acidente. E de quem é esta responsábilidade? Do pobre do condutor que morreu? Me poupe. Sou engenheira e carioca e é uma vergonha ler uma declaração desta. Espero que o nosso caro Governador exonere este infeliz e tome rédias da situação.
    Isto não foi um acidente e sim um homicídio.

  • Maria, Rio de janeiro

    Esta é uma falsidade de todas estas autoridades, pois é muito facil culpar o motorneiro falecido para se eximir da culpa que todos eles , que estão no Poder, sabem que tem e que o povo também sabe. Toda a população do RJ sabe o descaso a que estamos submetidos : em junho, um turista morreu pelo descaso das autoridades e agora estas pessoas também, por causa do abandono destes bairros tao bonitos , mas tao esquecidos pelas autoridades que so pensam em Copa e Olimpiadas, mas que vao apresentar uma vergonha para o mundo inteiro, pois faltam poucos anos e eles ainda nada fizeram .É uma vergonha nacional!!!

  • Marisa Brandão, RJ


    Por favor, vejam no portal da AMAST (Associação de Moradores de ST) os documentos que comprovam as mentiras do secretário!! (www.amast.org.br).

    CULPAR O MOTORNEIRO É TÃO INDIGNO QUANTO AS MORTES CAUSADAS PELA FALTA DE MANUTENÇAO JÁ HÁ ANOS DENUNCIADA PELOS MORADORES!!

  • Jorge Mariano, RJ

    Péssimos serviços , provavelmente Terceirizados de Sergio Cabral, culpar o motorneiro é o mesmo que culpar o porteiro.
    Antes de abrirem a boca, esses irresponsáveis deviam enfiarem a lingua naquele lugar.
    Terão que assumir esta jaca manteiga, hipócritas e desumanos

  • Luciano, Brasília

    É imoral essa acusação. Se o bonde tivesse acabado de colidir com um ônibus, era obrigatória a presença da perícia, que também acompanharia o bonde até a garagem. Inclusive para ver se não rompeu nenhuma das partes. Podemos saber de antemão que há gente "grande" que vai ficar na saia justa se a verdade vier à tona. Infelizmente a maior parte das "autoridades" do Rio se preocupa somente com o "venha a nós". A divisão de direitos e deveres fica assim: direitos para grandes empresários e autoridades; deveres para o trabalhador e o resto do povo.

  • Margit A. Hughes, Frankfurt/Alemanha

    Coisa triste de culpar o condutor. Parece que honestidade se perdeu no mundo inteiro. A mesma coisa pode tambem acontecer na Alemanha num pais de 1° mundo e eles olham o Brasil como de fosse um pais atrasado. O povo Brasileiro deve ter mais orgulho e as autoridades tevem ter mais honestidade.

  • Carlos Augusto Marques Monteiro, Rio de Janeiro

    A culpa fica na maioria das vezes na parte dos mas fracos, quanto algum líder desumano de qualquer instituição brasileira comete crimes , todos os seus liderados sofrem de preconceito e injurias, sendo rotulados de mesquinhos,fraudulentos, fanáticos e ladrões e esses lideres geralmente não recebem a punição justa, pois representam uma nação brasileira e as várias instituições públicas, isso é em escolas,em partidos políticos, nas igrejas,nas empresas nacionais e multinacionais,sempre sobra para aqueles que mesmo numa corrupção desenfreada buscam e conseguem cometer atos de honestidade mesmo que seus lideres sejam corruptos.

  • EMILSON MELLO, Rio de Janeiro - RJ

    Infelizmente a morte do meu amigo vai virar mais uma estatística, ele vai virar nº.
    No País da impunidade não seriam com essas mortes que as coisas mudariam.
    Continuarão impunes e o pior continuarão no poder.
    Mas cabe a nós cidadãos de bem nas próximas eleições expurgar essa corja toda, governador, deputados, etc. e pressionar os nossos congressistas a editarem leis mais severas para esse tipo de descaso.

  • Moisés Coimbra, Duque de Caxias - RJ

    É um absurdo essa declaração do Secretário. Faz lembrar a declaração do Governador sobre os Bombeiros, o que depois culminou com um pedido de desculpas. Deveria ser exonerado por tentar se eximir de culpa e transferí-la para o profissional simples e humilde que fez de tudo para cumprir o seu trabalho. Tenham dó e respeitem pelo menos a família desse trabalhador. Antes de falarem bobagens junto à imprensa, procurem refletir e tratar com respeito e dignidade as pessoas.

  • Felipe Medeiros, Rio de Janeiro

    Fico desapontado como as pessoas que usam o poder da palavra para dizer babaquisses , esses que compõem nossa sociedade falha ,hipócrita e acomodada , o que realmente acontece que nos elegemos pessoas incapazes de governar tais ladrões e covardes que usam o dinheiro de todos para seu próprio conforto ,enquanto muitas experimentam a miséria.Nelson Corrêa da Silva era apaixonado por Santa Teresa e seu trabalho , tive o enorme prazer de desfrutar de diversas viagens com ele no bondinho , e aprender historias sobre o lugar na voz dessa pessoa incrivel , em vez do governo colocar a culpa em um pai de familia ,profissional exemplar , tratar o que interessa, usar o dinheiro público com eficiência e garantir uma governamentabilidade aceitável , e não deturpar a imagem das pessoas porque não tem como justificar falhas .

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.