Jornal do Brasil

Sexta-feira, 3 de Julho de 2015

Rio

Jovem morre após ser queimada em favela pacificada na Tijuca

Jornal do Brasil

A jovem Maria de Fátima Iloia, 21 anos, morreu após ter todo o seu corpo queimado pelo gerente da padaria em que trabalhava no Morro do Borel, na Tijuca. A morte ocorreu na última segunda-feira. O Morro do Borel recebeu uma unidade de polícia pacificadora em junho do ano passado.

Segundo informações da polícia, o acusado de ter cometido o crime foi preso nesta terça-feira (9) em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Ele nega ter torturado e matado a mulher e já responde a um outro processo por outra agressão contra a ex-companheira. 

Jovem de 21 foi queimada por gerente de padaria do Borel, por se recusar a sair com ele
Jovem de 21 foi queimada por gerente de padaria do Borel, por se recusar a sair com ele

Segundo familiares de Fátima, ela teria sido surpreendida pelo homem enquanto estendia roupa no varal da casa em que vivia com a irmã e o cunhado. Em seguida, após amarrar os pés e as mãos de Maria de Fátima, o suposto assassino a levou para dentro de casa onde ateou fogo ao seu corpo.

Maria de Fátima ficou internada no Hospital do Andaraí, na Zona Norte da cidade, desde a última quinta-feira (4), mas não resistiu e morreu na segunda (8). Ela estaria sendo perseguida e assediada pelo homem. 

Tags: Borel, jovem, morre, queimada, Tijuca

Compartilhe: