Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Julho de 2017

Rio

Sem confronto, polícia resgata corpo de mulher morta na Rocinha

Moradores dizem que perícia demorou três dias

Jornal do Brasil

O corpo de uma mulher, que se chamaria Paloma, 33 anos, foi retirado na manhã desta terça-feira (31) da Rua 4, na Favela da Rocinha (Zona Sul do Rio). Segundo a família, a mulher foi assassinada pelo próprio namorado no último fim de semana. A polícia, no entanto, só esteve no local para periciar o cadáver três dias após o comunicado na 15ª DP (Gávea).

>>> Leia também: Corpo de mulher aguarda por perícia por três dias

>>> Leia também: Core faz operação na Favela da Rocinha

Por volta das 9h, um grupo de policiais civis da Divisão de Homicídios da Capital e da Coordenadoria de Recursos Especiais, iniciaram uma ação na favela para chegar até o imóvel onde estava o corpo. 

O autor do crime teria sido o próprio namorado da vítima. Ele já teria assassinado uma outra mulher na região, e depois de matar Paloma, fugiu. Os dois costumavam se drogar juntos. Paloma, segundo amigos, fazia uso de cocaína e álcool.

Tags: morta, mulher, rocinha

Compartilhe: