Jornal do Brasil

Domingo, 5 de Julho de 2015

Rio

Sósia de Obama reclama: "Acenei, mas ele não olhou pra mim"

Jornal do BrasilJorge Lourenço

 

A única reclamação de Rinaldo Gaudêncio, mais conhecido no Rio de Janeiro como o sósia "oficial" do presidente norte-americano, Barack Obama, foi o fato de o presidente de verdade não tê-lo visto na plateia do Theatro Municipal.  Após ficar aos prantos em função do cancelamento do discurso de Obama na Cinelândia, o sósia acabou conseguindo ganhar três convites para assistir ao discurso do líder norte-americano para uma plateia selecionada, no Rio. 

- Ele (Obama) nem tinha como me ver, eu fiquei do lado de umas luzes muito fortes. Tentei acenar lá de cima do Theatro Municipal, mas não deu. Tenho certeza que ele ficaria muito impressionado. 

Rinaldo vestido a carater, ao lado de um de seus "seguranças"
Rinaldo vestido a carater, ao lado de um de seus "seguranças"

A presença de Rinaldo na plateia do teatro ocorreu graças a um "amigo", que o sósia não quis identificar. Segundo ele, uma "pessoa iluminada" lhe deu três convites para acompanhar o pronunciamento do presidente norte-americano - um para Rinaldo, e dois para seus "seguranças", amigos que se vestem como os agentes do presidente de verdade, e não largam o "patrão".

- Uma pessoa iluminada finalmente compreendeu o que eu represento, finalmente compreendeu que eu represento o Obama no Brasil - garante Rinaldo, nitidamente emocionado. 

Sem compartilhar da mesma emoção, alguns seguranças de verdade - funcionários do teatro - tentavam removê-lo do salão principal após o fim do discurso de Obama. No entanto, o sósia insistia em manter-se no local para atender a todos os jornalistas.

- Eu recebo muito carinho do povo nas ruas, eles pedem para eu tomar atitude em questões como a Líbia e acabar com guerras - conta Rinaldo.

 

Tags: cinelândia, municipal, obama rinaldo sósia

Compartilhe: