Jornal do Brasil

Quarta-feira, 2 de Setembro de 2015

Rio

Presidente do PT do Rio proíbe manifestações contra Obama

Agência Brasil

RIO - O presidente do PT do Rio de Janeiro, Jorge Florêncio, divulgou nota oficial desautorizando qualquer um de seus filiados a manifestar opinião que não reflita a posição oficial do partido em relação à visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao estado.

Na nota, o presidente do PT do Rio esclarece que não há qualquer deliberação do partido relacionada à organização de ato de “manifestação hostil à presença do presidente Barack Obama” no Rio.

Segundo a nota, a visita de Obama ao Brasil, a convite da presidente Dilma Rousseff, deve ser vista como um passo importante para a afirmação “dos nossos interesses políticos e comerciais”. 

Forte policiamento das proximidades do Teatro Municipal
Forte policiamento das proximidades do Teatro Municipal

Esquema de segurança para a visita de Obama vai mobilizar mais de 800 homens

Mais de 800 homens das Forças Armadas, Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Civil e Guarda Municipal farão a segurança do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, durante sua visita ao Rio de Janeiro no próximo fim de semana. Os detalhes do esquema de segurança foram apresentados pelo general Adriano Pereira Junior, que chefia o Comando Militar do Leste, com sede na capital fluminense.

De acordo com o general, o esquema inclui a participação de atiradores de elite do Destacamento Antiterror do Exército. Quatro blindados do tipo Urutu serão usados para proteger, a partir de sábado, o hotel e os locais a serem percorridos por Obama e sua família. O esquema também contará com seis helicópteros.

A operação será comandada pelo general Fernando José Lavaquial Sardenberg, que em novembro do ano passado esteve à frente da operação do Exército no cerco ao Complexo do Alemão. Hoje, a partir das 8 horas, um efetivo entre 50 e 100 homenss fará um ensaio geral do esquema de segurança montado para a visita do presidente norte-americano. Os testes serão nos próprios locais a serem visitados. 

Tags: brasil, no, Obama

Compartilhe: