Jornal do Brasil

Rio - Eleições 2018

Jair Bolsonaro não tem sinais de infecção, afirma boletim médico

Jornal do Brasil

O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, não apresenta sinais de infecção. A informação é do boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein na noite deste sábado (8). O parlamentar está em processo de recuperação, após ser vítima de uma facada durante um evento o de campanha em Juiz de Fora, na última quinta-feira (6). 

Bolsonaro, passou cerca de 30 minutos  sentado em uma poltrona na UTI do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, nesta sábado (8). Ele também caminhou, por 5 minutos, com a ajuda de um fisioterapeuta e uma enfermeira e acompanhado por um médico, informou o boletim médico divulgado pelo hospital no começo da noite.

O boletim informa também que o tempo de fisioterapia do candidato será gradualmente aumentado nos próximos dias conforme “a tolerância do paciente às atividades”. O objetivo dessas atividades, diz ainda o documento médico, é reduzir os riscos de trombose, complicações pulmonares e acelerar a recuperação do funcionamento do intestino. 

Transferência

Bolsonaro saiu da Santa Casa de Juiz de Fora (MG), onde estava internado, após ser esfaqueado durante campanha na cidade na quinta-feira (6), na manhã de sexta-feira  (7), em um avião que pousou no Aeroporto de Congonhas. De helicóptero da Polícia Militar, ele seguiu até o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. De lá, o candidato foi colocado em uma ambulância com destino ao Hospital Albert Einstein, no Morumbi. Bolsonaro foi transferido para São Paulo a pedido da família.

O candidato deu entrada no hospital da capital paulista por volta das 10h45, quando iniciou uma série de exames que durou cerca de 3 horas, segundo a assessoria do hospital. Na ocasião, seu estado de saúde era considerado grave, mas estável.

 

Macaque in the trees
Ainda internado, o candidato Jair Bolsonaro aparece sentado pela primeira vez depois de ataque em Juiz de Fora (Foto: Twitter/ Reprodução)

 

Confira o que diz o boletim médico:

"Hoje, o candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, passou um pequeno período do dia sentado na poltrona (30 minutos), além de caminhar no quarto auxiliado por fisioterapeuta, enfermeira e médico por 5 minutos. O tempo será gradualmente aumentado nos próximos dias

conforme a tolerância do paciente às atividades. Essas medidas têm objetivo de reduzir os riscos de trombose, complicações pulmonares e acelerar a recuperação do funcionamento do intestino.

Até o momento, a evolução não evidencia sinais de infecção. O paciente deu entrada ao Hospital Israelita Albert Einstein na manhã do último dia 7. "

Tratamento

Pelo Twitter, o deputado estadual Flavio Bolsonaro informou que o pai, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), começou neste sábado (8) a fazer fisioterapia e agradeceu a força e pelas orações, escreveu.

Ele também divulgou uma foto do pai ao lado da maca e já sentado em uma poltrona, fazendo gesto de arma. Flavio Bolsonaro convocou simpatizantes a fazer um ato pela vida do pai, neste domingo (9), em Copacabana, no Rio de Janeiro.

Flávio, filho do candidato do PSL, também  disse à imprensa, em rápida entrevista na porta do hospital, que o pai está evoluindo bem. "Ele foi colocado na cadeira ao lado [da cama], fez fisioterapia, estimulou os músculos da perna, porque ele estava muito tempo sem pisar no chão", disse. "A unanimidade dos médicos é que ele é um cara forte e tem tudo para, o mais rápido possível, estar recuperado", acrescentou.



Recomendadas para você