Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

País

"O nome disso é censura", diz Lula em carta à Bandeirantes

Jornal do Brasil

Em carta divulgada no início da noite desta quinta-feira (9), o ex-presidente Lula chamou de "censura" a atitude da Rede Bandeirantes, que não permitiu com que nem ele, por meio de videoconferência, nem seu representante e candidato a vice-presidente do PT, Fernando Haddad, participassem do debate entre os presidenciáveis.

>> PT promove 'debate' paralelo ao vivo nas redes sociais

"A decisão de me excluir do debate entre os presidenciáveis, promovido pela Band, viola o direito do povo brasileiro e também dos outros candidatos de discutir as propostas da minha candidatura e até de me criticarem olhando na minha frente, e eu tendo o direito de responder", escreveu o ex-presidente.

Lula ainda disse que a decisão da Band 'viola a liberdade de imprensa', pois 'impede que um veículo de comunicação cumpra seu dever de informar'. Para o petista, tal é censura.

"O Brasil precisa debater seu futuro de forma democrática. Ter eleições onde o povo, que já viveu dias melhores em um passado recente, possa escolher que caminho quer para o país, com a participação de todas as forças políticas da nação", finalizou Lula.

Lula chamou atitude da Bandeirantes de "censura"

Leia na íntegra a carta do ex-presidente Lula

“A decisão de me excluir do debate entre os presidenciáveis, promovido pela Band, viola o direito do povo brasileiro e também dos outros candidatos de discutir as propostas da minha candidatura e até de me criticarem olhando na minha frente, e eu tendo o direito de responder. A candidatura que lidera as pesquisas é impedida de debater com as demais suas propostas e ideias defendidas por milhões de brasileiros. Viola também a liberdade de imprensa, impedindo que um veículo de comunicação cumpra seu dever de informar, e proibindo o público de exercer seu direito de ser informado. O nome disso é censura. Sou candidato porque não cometi nenhum crime e tenho compromisso com este povo que, em 2010, ao final de meu mandato, concedeu-me o maior índice de aprovação de um presidente na história deste país, com 87% de avaliação positiva. O Brasil precisa debater seu futuro de forma democrática. Ter eleições onde o povo, que já viveu dias melhores em um passado recente, possa escolher que caminho quer para o país, com a participação de todas as forças políticas da nação."

Luiz Inácio Lula da Silva



Tags: carta, lula, mensagem, pf, prisao, stf

Compartilhe: