Jornal do Brasil

Quinta-feira, 19 de Abril de 2018 Fundado em 1891

País

Temporal em São Paulo causa morte de bebê e idosa

Jornal do Brasil

A forte chuva que atingiu a capital paulista na tarde desta terça-feira (20) provocou a morte de uma idosa de 85 anos e um bebê de um ano e oito meses. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ela foi vítima do desabamento de uma casa na região do Limão, Zona Norte de São Paulo. O acidente aconteceu por volta de 14h20 na Rua Maria Renata. 

Segundo o capitão Marcos Palumbo, do Corpo de Bombeiros, o imóvel em que a idosa morava ficou completamente inundado. A casa ficava na frente de um córrego, que transbordou. Outras duas pessoas que estavam na casa foram socorridas com ferimentos leves e não precisaram ser levadas ao hospital.

O capitão informou ainda que houve outro acidente na Rua Capitão Francisco Teixeira Nogueira, na Barra Funda, zona oeste. Três pessoas foram arrastadas pelas enxurrada, duas crianças e um adulto, mas resgatadas sem ferimentos graves pelos bombeiros.

Na noite desta terça-feira, a corporação tinha registrado a queda de ao menos 40 árvores. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), houve alertas de alagamento para a Zona Oeste, Sudeste, Norte, Centro e também nas Marginais do Tietê e do Pinheiros. Importantes avenidas como a 9 de Julho, a Rebouças e a 23 de Maio foram interditadas. 

Segundo a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), alagamentos interromperam a circulação de trens da Linha 8-Diamante, entre as Estações Palmeiras-Barra Funda e Lapa. Às 17h05, a operação foi normalizada. As Linhas 9-Esmeralda e 11-Coral operaram com velocidade reduzida. No Metrô, a Linha 3-Vermelha, a mais movimentada do sistema, também teve lentidão em função da chuva e dos alagamentos.

Conforme o CGE, as próximas horas seguem com tempo instável, com chuvas em outros bairros, com potencial para formação de alagamentos, rajadas de vento e eventual queda de granizo.

De acordo com informações da meteorologista Josélia Pegorin, do Climatempo, a chuva intensa foi causada pela presença de nuvens carregadas em vários locais do Estado e na capital, que trouxeram o temporal para a primeira tarde de outono de 2018.

"Temos uma frente fria, que chegou ao litoral de São Paulo, e foi um dia quente, além da grande disponibilidade de umidade no ar", explica Pegorin.

Por ser uma estação de "transição", o outono deve ter uma redução gradativa da umidade e da temperatura na maioria dos Estados, mas a mudança pode levar algumas semanas. "A atmosfera leva um tempo para se adaptar à estação." 

Interdição

Por causa da chuva, as Avenidas 23 de Maio e 9 de Julho ficaram totalmente interditadas, no sentido do Aeroporto de Congonhas, perto do Viaduto Euclides Figueiredo, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A Avenida Rebouças também foi interditada, em ambos os sentidos, na altura da Avenida Brasil.

O Túnel Anhangabaú, no sentido do aeroporto, na região da Praça da Bandeira, e o Túnel Max Feffer, no sentido bairro, também foram bloqueados. 

A Rua Antônio Munhoz Bonilha foi bloqueada, em ambos os sentidos, perto da Avenida Nossa Senhora do Ó. Já a Avenida Francisco Matarazzo também esteve com alagamento intransitável, nas proximidades da Avenida Pompeia. A Avenida Rubem Berta foi interditada, em ambos os sentidos, perto do Viaduto Onze de Junho. As informações são da CET.

Temporais deixam feridos e cidades sob as águas no interior paulista

No primeiro dia do outono, chuvas fortes com raios deixaram ruas alagadas e ao menos duas pessoas feridas em cidades do interior de São Paulo. Em São Roque, um raio caiu próximo de um jovem que se abrigava da chuva em um ponto de ônibus, no km 7 da Rodovia Quintino de Lima, na tarde desta terça-feira. O rapaz desmaiou e caiu com o impacto, mas não foi atingido diretamente pela descarga, conforme o Corpo de Bombeiros.

Ele recebeu os primeiros socorros no local e foi levado, em estado de choque, para a Santa Casa de São Roque. A vítima permanecia em observação no fim da tarde.

Itu

Na Rodovia Castelo Branco, um carro aquaplanou e tombou no km 77, em Itu. Pelo menos uma pessoa ficou ferida e foi socorrida pelo serviço de resgate da concessionária. 

São Carlos

Um temporal deixou sob as águas parte da cidade de São Carlos, na tarde desta terça. A chuva forte com mais de uma hora de duração transformou as ruas em rios, encobrindo praças e jardins Vários carros foram arrastados pela correnteza, que levou também sacos de lixo e detritos. A baixada do Mercado Municipal se transformou em um lago. O Córrego do Gregório transbordou e lojas foram invadidas pela água. Os alagamentos se estenderam pela Avenida Comendador Alfredo Maffei, atingindo as Ruas José Bonifácio, Jesuíno de Arruda, Geminiano Costa e Nove de Julho.

A Praça Itália e a rotatória do Cristo foram tomadas pelas águas O núcleo da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) na Vila Isabel foi alagado. A enxurrada chegou a cobrir parcialmente alguns carros. Uma cratera se abriu na Avenida Trabalhador São-Carlense, perto do terminal rodoviário.

Com as ruas interditadas, o trânsito virou um caos. Muitas pessoas deixaram os carros na inundação e buscaram abrigo. O Corpo de Bombeiros mobilizou equipes para ajudar pedestres ilhados. Agentes de trânsito sinalizaram os pontos interditados para orientar os motoristas. 

Sorocaba

Em Sorocaba, as chuvas intensas, no fim da tarde, causaram alagamento em várias regiões da cidade. Na Avenida Três de Março, na zona leste, carros ficaram avariados no meio da inundação. Um trecho da Avenida São Paulo também ficou alagado. Houve inundações no Jardim Novo Horizonte e no bairro Nova Ipanema.

Parte do muro do Aeroporto Estadual de Sorocaba caiu, atingindo uma residência na Avenida Ipanema, zona norte, mas não havia informações sobre feridos. A cobertura do estacionamento do prédio da Câmara Municipal desabou, atingindo ao menos três carros.

Piracicaba

Em Piracicaba, a chuva com rajadas de vento derrubou árvores e um poste no bairro Santa Rita. Os galhos atingiram a fiação e causaram a queda da estrutura. A região ficou sem energia. A Defesa Civil isolou a área em que o poste caiu para a retirada da fiação. Os galhos de árvores danificaram também telhados de casas.

São José dos Campos

Em São José dos Campos, houve intensa queda de granizo e quedas de árvores na região central e no bairro Bom Retiro. Parte dos semáforos deixaram de funcionar, afetando o trânsito.

Fonte: Estadão Conteúdo



Tags: chuva, granizo, morte, muro, paulo, são, vento

Compartilhe: