Jornal do Brasil

Sábado, 23 de Junho de 2018 Fundado em 1891

País

Luislinda Valois, ministra dos Direitos Humanos, pede demissão

Desembargadora criou polêmica ao afirmar que se sentia "escrava" com salário de R$ 30 mil

Jornal do Brasil

A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, entregou nesta segunda-feira (19) sua carta de demissão ao presidente Michel Temer. Quem assume o cargo é o subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo do Vale Rocha.

Em dezembro do ano passado, Luislinda Valois se desfiliou do PSDB, com o objetivo de permanecer no governo de Michel Temer por mais tempo, já que, à época, ganhava força entre os tucanos o desembarque do partido da base aliada do Planalto.

Desembargadora aposentada, Luislinda estava no comando do ministério desde o início de fevereiro e protagonizou episódios polêmicos no governo, como quando afirmou que se sentia "escrava" por ganhar "apenas" R$ 30 mil mensais.

>> Ministra de Temer diz que se sente 'escrava' por ganhar 'apenas' R$ 30 mil mensais

>> Luislinda Valois cobrou diárias por fim de semana em que não trabalhou

>> Analogias com trabalho escravo revelam distanciamento de autoridades com realidade do país

Ministra assumiu pasta de Direitos Humanos do governo Temer no início de fevereiro



Tags: brasil, demissão, governo, ministério, planalto, psdb, temer

Compartilhe: