Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018 Fundado em 1891

País

Lula: "Quero saber como é que eles vão passar para a história a mentira que inventaram"

Em evento em SP, ex-presidente criticou o juiz Sérgio Moro, o Ministério Público e a Polícia Federal

Jornal do Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou, na noite de sexta-feira (15), em Piracicaba, no interior de São Paulo, de um debate sobre educação, ciência e tecnologia promovido pela Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp). Durante o evento, Lula se referiu ao fato de pessoas estarem com cartazes contra a sua eventual prisão. "Olha, comecem a ter dó do Moro, comecem a ter dó do Ministério Público Federal e comecem a ter dó da Polícia Federal. Eu quero saber como é que eles vão viver e passar para a história a mentira que eles inventaram".

O ex-presidente prosseguiu: "Eles que me acusaram, eles que provem minha culpa. Eles têm até o dia 24 de janeiro para provar minha culpa. Têm que mostrar um documento que o apartamento é meu", disse, referindo-se ao fato de o Tribunal Federal Regional da 4ª Região ter marcado o julgamento do caso do tríplex para o dia 24 de janeiro. 

"A imprensa conta uma mentira. A Polícia Federal pega essa mentira e faz um inquérito. O inquérito é mentiroso. Aí vai pro Ministério Público, pega o inquérito mentiroso e faz uma denúncia mentirosa", continuou Lula.

Em evento em SP, ex-presidente criticou o juiz Sérgio Moro, o Ministério Público e a Polícia Federal
Em evento em SP, ex-presidente criticou o juiz Sérgio Moro, o Ministério Público e a Polícia Federal

Previdência

Lula também criticou medidas do governo Michel Temer, como a reforma da Previdência. “Quer resolver o problema da Previdência? É só gerar emprego, aumentar salário. Fala que a Previdência é deficitária? Deficitária é a competência deles.”

“Tem gente que só veste camisa amarela quando é pra protestar contra o PT. E depois os ‘nacionalistas’ vão fazer compras em Miami”, provocou.

No âmbito do ensino, o ex-presidente se comprometeu a federalizar o ensino médio. “O Banco Mundial já começou a dar palpite aqui. Dizer que investir em estudante é gastar demais”, criticou.

>> Eleições 2018: Lula segue na liderança, e Alckmin e Bolsonaro empatam no 2º turno

Tags: condenação, disputa, eleição, justiça, lula

Compartilhe: