Jornal do Brasil

Quarta-feira, 18 de Julho de 2018 Fundado em 1891

País

Eleições 2018: Lula segue na liderança, e Alckmin e Bolsonaro empatam no 2º turno

Uma pesquisa DataPoder360 indica o petista como vitorioso nos dois turnos

Jornal do Brasil

Uma pesquisa do DataPoder360 realizada de 8 a 11 de dezembro deste ano indica Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como vitorioso no 1º e 2º turnos das eleições presidenciais de 2018. Mas o destaque da pesquisa ficou para o quase empate de Geraldo Alckmin (PSDB) e Jair Bolsonaro (PSC) no segundo turno. Lula teria 41% das intenções de voto, e o tucano teria 28%. Já Bolsonaro seria derrotado por 30%. 

O DataPoder360 entrevistou 2.210 pessoas com 16 anos ou mais em 177 cidades. a margem de erro é de 2,6 pontos percentuais, para mais ou para menos. Essa foi a primeira vez que esta pesquisa investigou possíveis cenários de 2º turno.

Em simulações de 1º turno, foram feitos três cenários. Lula esteve fora de um dos cenários, já que enfrenta julgamento em segunda instância em janeiro e corre o risco de ficar inelegível para 2018. Se o petista ficar fora da disputa, Bolsonaro segue líder com folga: registrou 23% e parece ter se estabilizado nesse patamar desde outubro. Sem Lula, o percentual de “não voto” (indecisos, brancos, nulos e “não sabe”) dispara e vai a 46%. Com o petista, esse “não voto” cai para 26%.

Ciro Gomes, que em outubro e novembro teve forte exposição na mídia, chegou a ter até 14% em pesquisas passadas. Agora, está com 10% no cenário sem Lula. Marina Silva pontua também 10%. Alckmin tem 7% e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) aparece com 5%.

A rejeição a “um candidato do PT” é hoje de 47%, próxima à taxa para nomes do PSDB, de 49%.

Aprovação e Rejeição

O DataPoder360 perguntou ainda a opinião dos entrevistados sobre os cinco principais pré-candidatos. A questão serve para avaliar a qualidade da intenção de voto de cada, bem como a taxa de rejeição.

A maior rejeição combinada com o menor percentual de voto cristalizado é de Alckmin. Só 8% dizem que votariam “com certeza” no tucano. E 62% declaram que não votariam no representante do PSDB “de jeito nenhum”.

Lula tem 29% de eleitores que dizem que poderiam votar nele com certeza e uma rejeição de 46%. Bolsonaro, 21% de intenção de voto real e 50% de rejeição.

A rejeição a “um candidato do PT” é hoje de 47%, próxima à taxa para nomes do PSDB, de 49%.



Tags: alckmin, bolsonaro, candidatos, eleiçoes, lula, politica, psdb, pt

Compartilhe: