Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

País

Moro revê liberação de R$ 10 milhões a marqueteiros petistas

João Santana e Mônica Moura alegaram passar por dificuldades 

Jornal do Brasil

O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, voltou atrás e determinou, nesta segunda-feira (21), que os R$ 10 milhões que foram liberados para o casal de marqueteiros do PT João Santana e Mônica Moura continuem bloqueados. A decisão anterior havia sido dada pelo próprio Moro.

Santana e Moro alegaram passar dificuldades financeiras para quitar gastos pessoais e honorários de advogados, quando solicitaram a liberação da verba. Os dois foram condenados pela Operação Lava Jato, por lavagem de dinheiro. O casal cumpre pena em liberdade provisória.

A verba de R$ 10 milhões daria para cerca de 820 cidadãos brasileiros receberem um salário mínimo durante um ano, incluindo o 13º, para sobrevivência. Há, no país, quase 14 milhões de desempregados.

Moro volta atrás e mantém bloqueio de verba para marqueteiros
Moro volta atrás e mantém bloqueio de verba para marqueteiros

Moro reviu a decisão a pedido da Fazenda Nacional, que alegou haver medida cautelar da 18ª Vara Federal da Bahia com decreto de indisponibilidade dos mesmos bens, o que impediria o desbloqueio decidido pelo juiz de Curitiba. A própria Fazenda Nacional havia solicitado a indisponibilidade dos bens a Moro em outro processo, pedido que ainda não teria sido apreciado pelo magistrado.

Tags: bloqueio, dinheiro, joão santana, monica moura, petistas

Compartilhe: