Jornal do Brasil

Sábado, 21 de Outubro de 2017

País

Para maioria dos brasileiros, absolvição de Temer não vai acabar com crise

Opinião do eleitorado contrasta com justificativa de deputados que votaram denúncia

Jornal do Brasil

Para 89,9% dos brasileiros, a absolvição do presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados pela denúncia de corrupção não vai acabar com a crise política do país, segundo o Instituto Paraná Pesquisas, que entrevistou 2.550 pessoas entre os dias 3 e 7 de agosto.

A opinião da maioria dos eleitores mais uma vez entra em confronto com os argumentos de grande parte dos deputados que votaram pelo arquivamento da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR). A justificativa de parlamentares da base aliada é que a derrubada da denúncia traria estabilidade política ao país.

A estabilidade econômica do país também não está na perspectiva dos entrevistados. Para 73%, a absolvição de Temer não vai diminuir o atual nível de desemprego, que é de 13%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para outros 23,9%, a atual taxa de desemprego, que é considerada alta, vai cair.

Em pesquisa estimulada, o Paraná Pesquisas também perguntou aos eleitores se nas próximas eleições, em 2018, eles dariam preferência para candidatos a Deputado Federal que nunca exerceram cargos políticos e que são novos na política: 63,2% disse que sim; contra outros 16,9% que disseram que votarão em candidato que já seja parlamentar ou tenha exercido o cargo. Outros 7,6% afirmam que votarão em que possui cargo público, mas nunca foi deputado. 

>> O Congresso e o povo

>> Câmara rejeita denúncia de corrupção contra Michel Temer

Michel Temer foi absolvido da denúncia de corrupção no último dia 2
Michel Temer foi absolvido da denúncia de corrupção no último dia 2

Tags: absolvição, brasil, congresso, crise, denúncia, economia, eleitores, política

Compartilhe: