Jornal do Brasil

Segunda-feira, 26 de Junho de 2017

País

MPF suspeita de lavagem de dinheiro e pede sequestro de imóveis das filhas de Palocci

Jornal do Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) pediu ao juiz federal Sergio Moro o sequestro de dois imóveis de duas filhas do ex-ministro Antonio Palocci. Os procuradores suspeitam que os imóveis tenham sido adquiridos em um esquema de lavagem de dinheiro, após doações que o ex-ministro fez para as filhas - quase R$ 3 milhões para uma e quase R$ 1,5 milhão para a outra.

"Dessa forma, Antonio Palocci, valendo-se dos recursos ilícitos que transitaram por suas contas bancárias, adquiriu bens imóveis de elevado valor em benefício de Carolina Palocci e Marina Watanabe, o que pode, em tese, caracterizar o delito previsto no art. 1º da Lei 9.613/98", disse o procurador, em pedido enviado a Moro na sexta-feira (16).

Ex-ministro prometeu que suas revelações darão mais um ano de trabalho à Lava Jato
Ex-ministro prometeu que suas revelações darão mais um ano de trabalho à Lava Jato

Palocci foi preso em setembro do ano passado, na Operação Lava Jato, denunciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, ao intermediar propinas pagas pela Odebrecht ao Partido dos Trabalhadores.

O ex-ministro negocia um acordo de delação premiada. Em abril, durante depoimento ao juiz Sergio Moro, que coordena os processos da Lava Jato em primeira instância, Palocci pediu para que o Ministério Público Federal (MPF) aceitasse sua delação.

Tags: brasil, crise, investigação, lava jato, política, PT

Compartilhe: