Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

País

Viagem com Temer não interfere em julgamento no TSE, diz Gilmar Mendes

Jornal do Brasil

Convidado pelo Palácio do Planalto para integrar a comitiva oficial da viagem do presidente Michel Temer a Lisboa, a fim de participar do funeral do ex-presidente português Mário Soares, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, afirmou que o convite não interfere no julgamento da ação que pede a cassação da chapa de Temer.

"O que é julgado é julgado publicamente. (A viagem) Não tem nenhuma influência (no julgamento). No TSE, estamos conversando com todo mundo, organizando seminários, discutindo reforma política, conversando sobre reformas institucionais para o Brasil", justificou o ministro, ainda em Lisboa nesta terça-feira (10), aos jornalistas.

Presidente do TSE é responsável por pautar julgamento de ação de cassação do mandato de Temer
Presidente do TSE é responsável por pautar julgamento de ação de cassação do mandato de Temer

A imprensa que esteve na cerimônia de despedida do presidente socialista Mário Soares percebeu, no entanto, a ausência de Gilmar Mendes. Mais tarde, o presidente do TSE revelou que teve uma crise de labirintite e que, por isso, não compareceu à cerimônia. Mendes não retornou com a comitiva presidencial nesta terça-feira, porque pretende ficar mais 10 dias na Europa.

Gilmar Mendes será o responsável por pautar na agenda do Plenário o julgamento de ação do PSDB que pede a cassação da chapa Dilma-Temer por suposto benefício com recursos de empresas investigadas na Lava Jato durante a campanha eleitoral de 2014. Se o tribunal votar pela cassação, Temer perde o mandato e, pela Constituição Federal, haverá eleição indireta para escolher o novo presidente da República.

>> Alvo do TSE, Temer convida Gilmar Mendes para funeral de Mário Soares

Tags: cassação, chapa, Gilmar Mendes, Governo, lisboa, PMDB, Temer, TSE, viagem

Compartilhe: