Jornal do Brasil

Domingo, 25 de Fevereiro de 2018 Fundado em 1891

País

Líder do PT reclama de cerceamento da defesa de Dilma e cita rejeição a Temer

Jornal do Brasil

O deputado Afonso Florence (BA) defendeu, pela liderança do PT, a rejeição do pedido de impeachment, o qual classificou de golpe. Ele lembrou que quando a comissão especial foi formado, foi garantido que haveria isenção na condução dos trabalhos, e alertou para a tentativa de paralisar os trabalhos da Operação Lava Jato, para que esta não atinja parlamentares de outros partidos.

“No entanto, após o cerceamento da defesa da presidente da República nesta sessão e os argumentos já apresentados pelo Advogado-Geral da União (AGU), José Eduardo Cardozo, ficou claro que não há crime de responsabilidade”, afirmou.

Florence criticou a atuação do vice-presidente, Michel Temer, que considerou “claramente a favor do impeachment”, e destacou que, no dia 13 de março último, lideranças partidárias da oposição “foram expulsas pela população” que estava em ato pró-impeachment.

“A Lava-Jato chegou a um ponto em que vai apontar para o PSDB, o DEM e por isso esse acerto do Temer prevê a paralisação das investigações”, disse.

Afonso Florence também citou pesquisas de opinião recentes do Data Folha que indicam rejeição classificada como grande pelo instituto de pesquisa a um futuro governo do vice-presidente Michel Temer. “As pessoas não querem um governo de Temer, um governo que não será respaldado pelas urnas”, afirmou.

* Da 'Agência Câmara Notícias'

Tags: Governo, PMDB, PSDB, PT, crime, direita, eduardo cunha, golpe, impeachment, integrantes, oposição, presidente

Compartilhe: