Jornal do Brasil

Quarta-feira, 28 de Junho de 2017

País

PT vai pedir cassação de Bolsonaro por declarações contra Dilma

Portal TerraMauricio Tonetto

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), em mais uma declaração polêmica sobre o homossexualismo, causou indignação no Partido dos Trabalhadores (PT) e no governo, que vai reagir pedindo a cassação do seu mandato parlamentar na próxima terça-feira. 

Ontem, em discurso na tribuna da Câmara, ele questionou a sexualidade da presidente Dilma Rousseff (PT) ao afirmar que o Ministério da Educação (MEC) ainda planeja incluir o combate à homofobia nos currículos escolares. 

"Se gosta de homossexual, assume. Se o teu negócio é amor com homossexual, assuma", disparou ele, referindo-se à presidente.

Veja o vídeo com o discurso de Bolsonaro:

"Eu acho que ele feriu o decoro parlamentar. Ele incita ódio aos homossexuais e não segue os ritos do Parlamento. Portanto, nós vamos representá-lo no Conselho de Ética e vamos pedir a cassação dele na próxima terça-feira", informou o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), líder do PT na Câmara. 

Hoje, Bolsonaro afirmou que não quis ofender e que não se interessa pela opção sexual de Dilma, apenas pela exclusão do chamado kit-gay das escolas.Disse estar falando sobre um suposto amor de Dilma à "causa homossexual". 

Mas comemorou o fato de mesmo "uma frase equivocada" estar "ajudando a levantar o mérito da discussão". 

Para o deputado Alfredo Sirkis (PV-RJ), as declarações de Bolsonaro podem significar quebra de decoro parlamentar. A vice-presidente do Senado, Marta Suplicy (PT-SP), pediu que o presidente da Câmara tome "providências enérgicas" contra o deputado, que está "sem freio de arrumação".

Tags: PT, cassação, deputado, dilma, pedido

Compartilhe: