Jornal do Brasil

Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

País - Opinião

Quem será o comprador no leilão da mansão de Cabral?

Certamente seu predileto amigo advogado dever ter preparado alguém

Jornal do Brasil

As imagens de luxo e conforto da mansão do ex-governador Sérgio Cabral, que será leiloada, é uma verdadeira demonstração ostensiva da vida de gângster e ladrão. Como pode um homem que nunca exerceu uma atividade profissional no campo privado ser proprietário de um imóvel desse?

Um funcionário público que nasceu no Encantado, nunca teve dez empregados, foi diretor de empresa de turismo do Rio, casado com uma senhora cujo pai era relações públicas de um um grande produtor de soja no sul do país e empreiteiro. Não deixou grande herança. Até o seu tio-avô mais rico da família, que foi Tancredo Neves, também sempre foi funcionário público.

Essa casa que vai a leilão por R$ 8 milhões, que são exatamente US$ 2 milhões, tem valor inferior ao que gastava com cartão de crédito. 

Imaginem, sempre teve proteção no campo jurídico por um grande escritório de advocacia, que tinha boas relações de lobismo, mas nunca foram juristas.

Gilberto Carvalho teve menos sorte, mesmo sendo o seu chefe acusado de tantos atos de corrupção, mas sem nenhuma prova objetiva e material apresentada ao país. Diferentemente de Sérgio Cabral: joias, casas, obras de arte, imóveis, iates... Cabral sempre teve protetor jurídico que também se enriqueceu, proprietário de fazenda, casas em Portugal, Estados Unidos, Paris, Bahia... 

Claramente este leilão terá como comprador um laranja de Cabral que seu predileto amigo advogado deve ter preparado, como sempre fez como artífice de todos os negócios que ainda não apareceram.

Tags: cabral, casa, dinheiro, governador, leilão, rio

Compartilhe: