Jornal do Brasil

Segunda-feira, 23 de Julho de 2018 Fundado em 1891

País - Opinião

De onde veio o dinheiro, Palocci?

Jornal do Brasil

Em sua proposta de delação premiada, o ex-ministro Antonio Palocci teria afirmado que entregou pessoalmente ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pacotes com R$ 30 mil, R$ 40 mil e R$ 50 mil. Ainda segundo o ex-ministro, o dinheiro seria proveniente de uma suposta conta que Lula teria com a Odebrecht. Se o ex-ministro tem de fato tantas informações, por que não revela então em que banco este dinheiro estava depositado? E por que a direção do tal banco não é chamada para depor? 

Afinal, quantos pacotes Palocci entregou a Lula? Entregou tudo realmente? Ou ficou com algum?

A gravidade dessas afirmações não permite que elas fiquem sem o total esclarecimento da participação de todas as partes.

Ex-ministro Palocci negocia delação

Palocci teria ainda afirmado que haveria "doações milionárias" para a promoção de inclusão social, e que teriam sido desviadas para o uso pessoal de Lula. Essas doações teriam sido feitas em dinheiro vivo para dificultar as investigações. Faltou dizer quem fez as doações, e qual o valor envolvido. Esses doadores declararam a doação à Receita Federal? Por que eles não são chamados a depor?

O que se espera é que essas graves denúncias sejam totalmente esclarecidas, com documentos e transparência, e citando todos os envolvidos, para que não pairem ainda mais sombras sobre o já degradado cenário político brasileiro.



Tags: delação, dinheiro, ex-ministro, lula, palocci

Compartilhe: