Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

Colunistas - Juventude de Fé

Dom José, Dom Zumbi, um profeta do nosso tempo

Jornal do BrasilWalmyr Junior 

A Igreja Católica no Brasil perdeu nesse ultimo dia 27 uma das vozes mais proféticas do nosso tempo. O arcebispo emérito da Paraíba, dom José Maria Pires, de 98 anos, veio a falecer após complicações causadas por uma pneumonia. 

Primeiro Bispo negro da igreja brasileira, dom Pelé como era chamado, foi carinhosamente rebatizado pelo movimento negro sendo aclamado por Dom Zumbi. Grande militante do movimento negro e feroz combatente ao racismo no Brasil tornou-se um dos grandes protagonistas, da articulação que deu origem e fundação à Pastoral Afro-Brasileira da Igreja Católica.

Dom José, doravante, teve atuação na defesa dos direitos humanos durante o período de ditadura militar, mediou conflitos em defesa dos mais excluídos não só na Paraíba, mas em todo país. Defensor das Comunidades Quilombolas,dos Povos Indígenas, dos povos de terreiro, dos Sem Terra, um profeta do nosso tempo. 

Arcebispo emérito da Paraíba, dom José Maria Pires morreu aos 98 anos
Arcebispo emérito da Paraíba, dom José Maria Pires morreu aos 98 anos

Sua famosa homilia em 1991 na histórica Missa dos Quilombos, na cidade do Recife, é considerada como um dos textos fundadores da Teologia Afro-Brasileira Contemporânea. O legado de sua vida exemplifica o ardor pelos mais pobres, pela defesa incansável da dignidade humana. Suas contribuições favoreceram para um novo olhar teológico e libertador no Brasil. A história da Igreja, do Vaticano II aos dias atuais, da teologia da Libertação à Pastoral Afro, das CEBs (Comunidades Eclesiais de Base) e de Dom José se misturam no legado militante de sua trajetória. 

Dia 27 de agosto, entra para a história como o dia dos santos profetas brasileiros. Foi nessa data que Dom Luciano Mendes de Almeida e Dom Hélder Câmara também deixaram a terra para se juntar ao altar dos santos no céu. Agora, Dom José se une ao time dos nossos profetas intercessores. 

Dom Zumbi, Presente na caminhada. 

* Walmyr Junior é morador de Marcílio Dias, no conjunto de favelas da Maré, é professor, membro do MNU e do Coletivo Enegrecer. Atuou como Conselheiro Nacional de Juventude (Conjuve). Integra a Pastoral Universitária da PUC-Rio. Representou a sociedade civil no encontro com o Papa Francisco no Theatro Municipal, durante a JMJ

Tags: artigo, fá, junior, juventude, texto, walmyr

Compartilhe: