Jornal do Brasil

Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Austrália pede ao papa destituição de arcebispo condenado por acobertar pedofilia

Jornal do Brasil

O primeiro-ministro australiano, Malcolm Turnbull, pediu ao papa Francisco, nesta quinta-feira (19), que destitua o arcebispo Philip Wilson, condenado por acobertar atos de pedofilia.

Wilson, de 67 anos, é um dos eclesiásticos católicos de mais alta posição a se encontrar nessa situação.

Arcebispo de Adelaida, Philip Wilson foi condenado a um ano de prisão em julho. Em maio, foi declarado culpado de acobertar os abusos cometidos nos anos 1970 por Jim Fletcher, um padre pedófilo, ao não informar a seus superiores as acusações de sua vítima.

O arcebispo se afastou de suas funções durante o processo, mas se nega a renunciar ao cargo à espera da apelação. Essa posição levou o premiê australiano a pedir a intervenção do Vaticano.

"Deveria ter-se demitido e chegou a hora de o papa destituí-lo", declarou o premiê à imprensa.

"Muitos dirigentes pediram sua demissão. Está claro que tem que se demitir, e acho que chegou a hora de a autoridade máxima da Igreja agir e demiti-lo", insistiu.

O primeiro-ministro deu essas declarações ante de um encontro com representantes da Igreja católica na quinta-feira.

O eclesiástico nega todas as acusações. A defesa já pediu quatro vezes abandono das acusações, alegando que seu cliente tem Alzheimer.

ddc/ev/cr/erl/zm/tt

Agência AFP


Compartilhe: