Jornal do Brasil

Quarta-feira, 25 de Abril de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Colômbia tem mais de 2.000 deslocados por choques entre paramilitares

Jornal do Brasil

Cerca de 2.200 pessoas tiveram que se deslocar na Colômbia por causa dos confrontos travados há três meses entre grupos armados ilegais, incluindo os rebeldes do ELN, denunciou nesta quarta-feira a Defensoria Pública.

O organismo declarou a "emergência humanitária" nos municípios de Ituango, Cáceres, Valdivia, Tarazá e Caucasia em Antioquia (noroeste), assim como em San José de Uré, no departamento vizinho de Córdoba.

"Foram identificadas 732 famílias -2.192 pessoas- deslocadas de 18 de janeiro a 9 de março", indicou a Defensoria em um comunicado.

O texto também mencionou o aumento de homicídios nessas regiões em disputa, onde várias comunidades camponesas e indígenas permanecem confinadas pelo temor de haja conflitos.

Agência AFP


Tags: colombia, confrontos, defensoria publica, denuncia, paramilitares

Compartilhe: