Jornal do Brasil

Sábado, 18 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Alemanha se nega a rediscutir reparações da Segunda Guerra com a Polônia

Jornal do Brasil

Berlim tem uma posição jurídica clara sobre reparações pelo dano infligido pela Alemanha à Polônia durante a Segunda Guerra Mundial, e insiste em que todas as questões já foram fechadas a nível legal, afirmou o ministro alemão de Relações Exteriores, Sigmar Gabriel.

"Mantemos uma posição jurídica clara de que todas as questões de reparações de guerra foram resolvidas dentro do quadro legal", disse Gabriel em uma coletiva de imprensa com sua homóloga polaca Jacek Czaputowicz.

No final de setembro, a comissão de reparações da Alemanha por danos sofridos durante a Segunda Guerra Mundial foi estabelecida no Parlamento polonês. A mídia local informou que, de acordo com o documento do Escritório de Pesquisa do Sejm polonês, a Polônia tinha motivos para exigir cerca de US$ 48,8 bilhões em reparações da Alemanha.

O governo alemão declarou repetidamente que considera encerrada a questão das reparações de guerra para a Polônia.

A Alemanha invadiu a Polônia em 1º de setembro de 1939, após o chamado incidente de Gleiwitz. A invasão forçou a França e o Reino Unido a declarar guerra à Alemanha. Os alemães levaram pouco mais de um mês para derrotar o Exército polaco e ocupar o país, que foi libertado pelas tropas soviéticas em 1945.

Durante a Conferência de Potsdam, em 1945, chegou-se a um acordo, segundo o qual a Polônia recebeu reparações da parte da União Soviética, que por sua vez recebeu da Alemanha Oriental.

Poucos anos depois, a União Soviética e a República Popular da Polônia concluíram um acordo para deixar de receber reparações da República Democrática Alemã (nome oficial da parte oriental alemã) a partir de 1954.

>> Sputnik

Sputnik


Tags: alemanha, alemanha oriental, diplomacia, gleiwitz, jacek czaputowicz, polônia, reino unido, reparações de guerra, segunda guerra mundial, sigmar gabriel, união soviética, urss

Compartilhe: