Jornal do Brasil

Domingo, 24 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Atirador mata ao menos 50 e fere 200 durante show em Las Vegas. Veja imagens

Foi o maior ataque a tiros da história dos Estados Unidos 

Jornal do Brasil

O xerife de Las Vegas, Joe Lombardo, informou que 406 pessoas foram enviadas para hospitais com ferimentos, elevando o balanço de vítimas do tiroteio ocorrido na madrugada desta segunda-feira (2) em um show de música country nas proximidades do Mandalay Bay Casino, em Las Vegas. Em comunicado, a polícia confirmou que mais de 50 pessoas morreram, e elevou de 200 para 406 o número de feridos.    

O ataque foi cometido pelo norte-americano Stephen Paddock, de 64 anos, branco, que disparou contra o público do "Route 91 Harvest Festival" da janela do seu quarto. As autoridades também corrigiram uma informação sobre a morte dele. O agressor cometeu suicídio assim que os agentes policiais chegaram em seu quarto, no 32º andar do cassino Mandalay Bay. Ele, então, não foi morto pela polícia, como tinha sido inicialmente divulgado. 

A polícia encontrou "várias armas" no quarto em que estava hospedado. Stephen Paddock, originário de Mesquite, em Nevada, disparou várias rajadas, que chegaram a ser confundidas com fogos de artifício. O homem vivia em Las Vegas com uma mulher de 62 anos, que já está com a polícia para prestar depoimento.

O show era a céu aberto. O público pensou de que se tratavam de fogos de artifícios, mas, depois, percebeu que eram disparos de armas de fogo. O "Route 91 Harvest Festival" é um festival de música country que tinha começado em 29 de setembro e terminaria na noite deste domingo. No momento do ataque, o cantor Jason Aldean estava no palco. "Foi horrível, muito pior do que qualquer pesadelo", relatou o artista.



Tags: estados, paddock, show, stephen, tiros, unidos, vegas

Compartilhe: