Jornal do Brasil

Domingo, 28 de Maio de 2017

Internacional

Transparência Internacional afirma que Michel Temer tem que renunciar

Jornal do Brasil

A ONG Transparência Internacional divulgou nota na tarde desta quinta-feira (18) afirmando que a gravidade das denúncias contra o presidente Michel Temer só leva o mandatário a uma única opção: a renúncia ao mandato. A entidade disse, ainda, que em um ano de governo Temer não avançou no combate à corrupção 

"Se essas alegações forem verificadas, o presidente Michel Temer deve renunciar por respeito aos esforços extraordinários e recentes conquistas da luta histórica do Brasil contra a corrupção", disse o presidente da Transparência Internacional, José Ugaz.

Segundo a ONG, a gravidade consiste no fato de que Michel Temer e seus aliados, incluindo o senador Aécio Neves (PSDB), que também aparece nas gravações pedindo propina para se defender na Lava Jato, são os líderes do Brasil, país que, segundo a Transparência Internacional, já possui um histórico combate à corrupção.

"O histórico caso Lava Jato mudou a imagem do Brasil de um país marcado por escândalos de corrupção para aquele que está enfrentando o problema de frente. No entanto, desde o início, o governo de Michel Temer mostrou uma mão fraca nos esforços para combater a corrupção. Ele completou um ano de mandato sem propostas relevantes para combater as causas sistêmicas da corrupção no país e também mostrou pouca preocupação com padrões mínimos de ética, nomeando e mantendo em posições-chave pessoas manchadas por sérias alegações de corrupção ou sob investigação formal", afirma a nota.

Na tarde desta quinta-feira (18), Temer fez um pronunciamento oficial e anunciou que não vai renunciar ao mandato. O peemedebista disse, ainda, que pediu ao Supremo Tribunal Federal as gravações nas quais ele mesmo aparece solicitando aos donos da JBS propina para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), preso na Lava Jato e que não fez acordo de delação premiada na Lava Jato.

Tags: Corrupção, crime, Governo, ONG, Renuncia, Temer, transparência

Compartilhe: