Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

Internacional

Patriota diz que Paraguai será suspenso do Mercosul

Jornal do Brasil

O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse que o Paraguai será suspenso do Mercosul, mas sem aplicação de sanções econômicas. Segundo ele, a decisão será oficializada nesta sexta-feira durante a reunião dos presidentes do bloco, na cidade argentina de Mendoza.

A suspensão deve durar até as próximas eleições presidenciais no país, marcadas para abril do ano que vem. Na prática, o Paraguai não participaria também da próxima reunião do Mercosul, em dezembro, no Brasil, país que assume hoje a presidência temporária do bloco, atualmente com a Argentina.

"O entendimento é com base no Protocolo de Ushuaia. No Artigo 5º existe uma primeira frase que fala na suspensão das participações nas reuniões e uma segunda que fala de direitos e obrigações. A decisão foi de nos mantermos na primeira frase, da suspensão", disse Patriota.

As declarações do ministro brasileiro foram dadas durante um intervalo da reunião do Mercosul, que contou com a participação dos chanceleres do Brasil, Argentina, Uruguai e Venezuela.

O Paraguai já havia sido excluído desse encontro, como foi anunciado logo após os questionamentos do bloco sobre o impeachment relâmpago do presidente Fernando Lugo.

Segundo Patriota, os ministros do Mercosul entendem que o Paraguai não respeitou o chamado Protocolo de Ushuaia, assinado na década de 90, pelos quatro países do bloco, incluindo o Paraguai, além do Chile e da Bolívia.

Tags: afastamento, Lugo, PARAGUAI, presidente, processo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.