Jornal do Brasil

Sábado, 27 de Maio de 2017

Internacional

Neve deixa ao menos 12 mortos e milhões sem luz nos EUA

Agência AFP

Dois milhões de pessoas estavam sem energia elétrica na costa leste dos Estados Unidos, após a incomum e forte nevasca do sábado, que deixou pelo menos 12 mortos, segundo fontes oficiais. A rede de transportes públicos e os aeroportos voltavam lentamente a operar com normalidade nos estados de Nova York, Nova Jersey, Connecticut e Massachusetts, que tinham declarado estado de emergência no próprio sábado.

O número de mortos em consequência da tempestade aumentava com o passar das horas e chegava a pelo menos 12: dois em Connecticut, cinco na Pensilvânia, três em Massachusetts e dois em Nova Jersey (ainda à espera de confirmação oficial), segundo dados obtidos pela AFP nos escritórios governamentais destes estados.

Tempestade de neve derrubou árvores no Central Park, em Nova York
Tempestade de neve derrubou árvores no Central Park, em Nova York

 Um avião da companhia Jet Blue ficou bloqueado no sábado durante sete horas na pista do aeroporto Bradley, perto de Hartford (Connecticut), com mais de 100 passageiros a bordo, depois de não conseguir aterrissar em Newark (Nova Jersey), por causa das más condições meteorológicas.

Em Nova Jersey, 400 mil pessoas estavam sem luz em casa, afirmou nesta segunda-feira o governador Chris Christie, durante entrevista coletiva em Trenton, capital do estado. "Ainda temos 400 mil pessoas que precisam ter de volta a eletricidade", disse Christie, acrescentando esperar que "95%" dos lares afetados voltasse a ter luz antes de sexta-feira. O próprio governador ficou sem luz em casa. "Ficamos à luz de velas em casa. Estava realmente muito frio em casa no sábado à noite", contou.

Christie explicou que o principal problema foram as quedas de milhares de árvores, provocadas pela tempestade de neve, incomum para o mês de outubro. Em Connecticut, mais de 800 mil pessoas também estavam sem luz em casa, dezenas de milhares não tinham telefone e milhares foram alojadas em abrigos abertos após a nevasca, informaram as autoridades esta segunda-feira. "Ontem à noite tínhamos 50 abrigos espalhados pelo estado. Sabemos que abrigamos milhares de pessoas. Acreditamos que nas próximas noites serão abertos mais abrigos", disse o governador Dannel Molloy, durante entrevista coletiva em Hatford, capital de Connecticut.

Em Vermont, nevasca castigou motoristas, que tiveram com empurrar os carros
Em Vermont, nevasca castigou motoristas, que tiveram com empurrar os carros

Molloy reconheceu que ainda havia atrasos nos aeroportos do estado, mas afirmou que o serviço de trens tinha sido restabelecido, enquanto alguns ônibus funcionavam com demora ou tiveram suas rotas suspensas. Em Nova York, 127 mil pessoas estavam sem eletricidade, anunciaram na segunda-feira pela internet as companhias Con Edison e NYSEG.

Segundo informações do Serviço Meteorológico Nacional americano, o Central Park teve um acúmulo de 7,4 cm de neve, após esta que foi a quarta nevasca na cidade desde 1835 em um mês de outubro. Enquanto isso, em Massachusetts, o governador Deval Patrick informou nesta segunda-feira que 520 mil pessoas estavam sem luz.

"Os encarregados das companhias fornecedoras informaram esta manhã que a restauração dos serviços de eletricidade em algumas áreas levará vários dias", informou o gabinete do governador. Na Pensilvânia, 120 mil clientes da PPL Electric Utilities também não tinham energia elétrica em casa esta segunda-feira.

Tags: connecticut, Estados Unidos, frio, nevasca, neve, NOVA YORK, Tempestade, vermont

Compartilhe: