Jornal do Brasil

Sexta-feira, 28 de Abril de 2017

Internacional

Brasil e Uruguai fortalecem laços bilaterais em visita de Dilma

Agência AFP

 

A presidente do Brasil, Dilma Roussef, e o presidente do Uruguai, José Mujica, comprometeram-se nesta segunda-feira a fortalecer uma relação bilateral ‘estratégica’ e de integração regional - no Mercosul e na Unasul - após firmarem quinze acordos de integração física e energética em Montevidéu. 

Em uma declaração conjunta após o encontro de aproximadamente duas horas, ambos os líderes ratificaram seu ‘firme compromisso com o fortalecimento’ da Unasul e seu ‘compromisso prioritário com a consolidação do Mercosul como instrumento de melhora da qualidade de vida de seus povos e de inserção internacional do bloco’. 

Em seguida, ambos endossaram a ‘necessidade de reforma das Nações Unidas, em particular do Conselho de Segurança, com o objetivo de convertê-lo em um órgão mais representativo, legítimo e eficaz’, segundo o texto. 

Também enfatizaram a importância de ‘obter resultados concretos durante a sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas’.

TV Digital

Dilma chegou a Montevidéu pouco antes do meio-dia e se dirigiu ao Centro de Desenvolvimento de Conteúdos e de TV digital do Laboratório Tecnológico do Uruguai (LATU), construído em cooperação com o Brasil, onde foi recebida por Mujica. 

O Uruguai - que adotou em dezembro de 2010 a norma de televisão digital nipônico-brasileira, levando-se em conta que inicialmente seria adotada a norma europeia - firmou nesta segunda-feira com o Brasil um Acordo Complementar ao Acordo Básico de Cooperação Científica e Técnica para a implementação do projeto de TV digital e para aprofundar a chegada da banda larga. 

Em uma declaração à imprensa após o encontro - na qual não foram aceitas perguntas - Dilma destacou os ‘laços fraternos’ mantidos por Brasil e Uruguai e considerou que os acordos de diversas áreas de cooperação consolidam a ‘relação estratégica’ entre ambos os países. 

Por sua parte, Mijica enfatizou que ‘os governos mudam, mas as relações de Uruguai e Brasil são demasiado importantes hoje em dia e serão ainda mais no futuro’.  

O presidente reforçou ainda a importância de se cuidar das relações com a região porque ‘são formas de multiplicarmos nossa independência’. 

Nesse sentido, ‘nunca estaremos integrados na América Latina se não atingirmos a integração da inteligência’, afirmou Mujica, que destacou a necessidade de criar universidades de fronteiras para ‘juntar os profissionais, a informação e o conhecimento’. 

Energia

O presidente uruguaio considerou ainda que ‘está chegando a hora em que o Mercosul nos permitirá integrar um sistema conjunto de energia’. Para isso, os presidentes se comprometeram durante o encontro a avançar na construção de uma linha de transmissão de 500 KW entre ambos os países, prevista para ficar pronta em 2013, e que possibilitará aumentar a capacidade de intercâmbio de energia. 

Atualmente existe uma linha de transmissão Brasil-Uruguai de apenas 60 MW. Ambos governos concordaram em desenvolver acordos em energia de longo prazo que tragam segurança sobre o preço da energia elétrica em ambos os países. 

Além disso, enfatizaram a relevância da construção conjunta de uma segunda ponte sobre o fronteiriço rio Yaguarón e da reativação da hidrovia Uruguai-Brasil na fronteiriça Lagoa Merín, ao tempo que celebraram o avanço das obras para a interconexão ferroviária entre os dois países, obras que devem ser concluídas em dezembro.  

Sócio principal

O Brasil é atualmente o principal sócio comercial do Uruguai, com intercâmbios em 2010 de 3,1 bilhões de dólares, o que representou um aumento de 19,4% sobre o ano anterior.  

A presidente brasileira viajou acompanhada de oito ministros, que firmaram em Montevidéu 15 acordos com seus pares uruguaios, a maioria deles sobre integração física e energética. 

Dilma e Mujica - que tiveram um primeiro encontro em janeiro, em Brasília - concordaram em manter reuniões bilaterais trimestrais e voltarão a se reunir no segundo semestre, para continuar examinando os avanços na agenda bilateral.

 

Tags: acordos, brasil, dilma, mujica, uruguaia, visita

Compartilhe: