Jornal do Brasil

Terça-feira, 19 de Junho de 2018 Fundado em 1891
Informe JB

Informe JB

Jan Theophilo


Polêmica à vista

Jornal do Brasil

A semana começa quente na Alerj. Um grupo de deputados articula nos bastidores a suspensão do decreto do governador Pezão sobre o Repetro. Mesmo proibido de conceder novas isenções fiscais superiores a R$ 650 milhões sem o aval da Alerj, o governo aderiu no início de fevereiro por decreto ao convênio federal, que isenta a indústria petrolífera de diversos impostos.  A adesão no formato adotado por Pezão, em todas as fases, incluindo a produção, faria o Rio de Janeiro perder anualmente R$ 3,2 bilhões em arrecadação. Só para se ter uma ideia do que este valor representa, o orçamento do Estado para 2018 somadas as áreas de Assistência Social, Ciência e Tecnologia, Urbanismo, Habitação, Agricultura e Saneamento é de R$ 3,27 bilhões. A atitude deixou alguns parlamentares indignados.   “O estado pode, sim, entrar no Repetro, mas somente na fase de prospecção. Da forma como foi reeditado, com benefícios até 2040, o Rio vai perder não só recursos, mas também empregos”, alerta o deputado André Ceciliano, presidente em exercício da Alerj.

Novo escritório 

“Exilado” pela Fifa da presidência da CBF, Marco Polo del Nero cumpria ontem, às 15h, expediente exaustivo. Enquanto centenas de jogadores Brasil afora preparavam-se para deixar sangue, suor e lágrimas em campo, ele almoçava gostosamente, vestindo bermuda bege, camiseta preta e mocassins, com o secretário-geral da entidade, Walter Feldman no Gero da Barra. O papo cabeça era harmonizado com taças de Chateâu Rollan de By, vinho cuja garrafa custa R$ 870 na carta do restaurante. 

Quinto constitucional 

Quem conhece os corredores do TRF-2 está convencido que com a prisão do presidente da Fecomércio. Orlando Diniz, a Lava Jato está cada vez mais perto de atingir em cheio o judiciário do Rio. 

Censura não 1 

A censura imposta ao repórter especial do JB Marcelo Auler, pelo 8º Juizado Especial de Curitiba, a pedido da delegada federal Erika Mialik Marena, está sendo analisada, desde sexta-feira  pela Primeira Turma do STF. O julgamento, porém, ocorrerá em plenário virtual quinta-feira, por decisão do ministro Alexandre Moraes, relator da Reclamação. 

Censura não 2 

A Federação Nacional dos Jornalistas se ofereceu para intervir no processo. Se nenhum ministro pedir o julgamento presencial, nem a defesa, nem a entidades participarão do debate. 

Os descerebrados 

Circula pelos principais grupos de lutadores de jiu jitsu no whatsapp uma convocatória para uma série de quebra-quebras em academias em maio. O motivo _ se é que isso existe _ foi o documentário sobre Ryan Gracie produzido pelo canal “Combate”., Ele relembra uma briga entre Hugo Duarte e Rickson Gracie na praia da Barra nos anos 80, que gerou uma sequência de brigas sem sentido entre os lutadores. Os mais ridículo disso tudo é que o mais jovem dos insufladores dessa idiotice tem 50 anos. 

 Sobras do amor

 Uma das melhores histórias de Tônia Carreiro  refere-se ao dia em que a jornalista Lucia Rito foi fazer um perfil da atriz para a revista Nova. “Qual a fórmula para ter o rosto sempre jovem”, perguntou Lucia. “Eu passo P(*)”, respondeu sem constrangimento a grande atriz. Corria o ano de 1974 e a declaração irreverente não seria bem vista pela censura. Consultada. a editora Eda Romio deu a solução: “escreva que ela passa no rosto as ‘sobras do amor’”. E assim foi publicado. 

LANCE LIVRE

• Aviso aos patrulheiros de plantão: a jornalista do JB Edla Lula não tem qualquer parentesco com o ex-presidente Lula. Mesmo se tivesse, e daí? O professor Fernando Penna, uma das vozes contrárias ao Escola Sem Partido recebe hoje a Medalha Tiradentes



Tags: coluna, informa, jan, jb, jornal, teophilo

Compartilhe: