Jornal do Brasil

Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Heloisa Tolipan

www.heloisatolipan.com.br

Nick Carter, dos "Backstreet Boys", é acusado de estupro

Melissa Schuman, ex-integrante do grupo Dream, revelou ter sido violentada pelo então namorado

Impulsionada pelas recentes revelações de abuso sexual em Hollywood, a cantora americana Melissa Schuman, ex-integrante da banda "Dream", publicou um longo relato contando que foi estuprada por Nick Carter, seu então namorado, em 2002, quando tinha 18 anos. O relacionamento, que começou após Melissa ser abordada por um dos agentes do cantor, parecia saudável. A cantora diz ter acreditado que o artista era "amável" e "carismático". Ainda segundo o relato de Melissa, tudo aconteceu quando Nick a convidou para passar o dia de folga no apartamento de um amigo em Santa Mônica, na Califórnia, para onde ela foi acompanhada de outra amiga.

Nick Carter e Melissa Schuman
Nick Carter e Melissa Schuman

Durante o encontro, Melissa disse que ela e Nick começaram a se beijar, mas que não queria ter uma relação sexual por causa de suas convicções religiosas. "Ele estava ciente de que eu era virgem e seguia os valores religiosos cristãos conservadores. Eu falava sobre isso. Todo mundo sabia disso, incluindo meus representantes", escreveu. "Ele me colocou na pia do banheiro e começou a desabotoar minha camisa. Eu disse que não queria ir em frente, mas ele não ouviu, ele não ligou. Ele tirou minhas calças mesmo assim". 

Melissa disse que Nick começou a fazer sexo oral nela, apesar de ela pedir que ele parasse. Depois, o músico insistiu que ele retribuísse o gesto: "Eu fiz em você e nada mais justo que você faça em mim. Eu me senti assustada e encurralada. Ele estava visivelmente nervoso e impaciente comigo. Eu não conseguia ir embora. Então, ele colocou a minha mão no pênis dele. Meu pensamento foi que a única forma de eu conseguir sair dali seria terminar o que ele começou. Foi quando me vi ali, fazendo algo que me deixou com nojo. Me vi sendo abusada, forçada a um ato contra minha vontade".

Em seguida, o músico a teria levado para a cama e forçado a fazer sexo. "Ele me jogou na cama e subiu em cima de mim. De novo, eu disse que eu era virgem e não queria fazer sexo. Eu disse que estava me guardando para o meu futuro marido, eu disse várias vezes, ele apenas sussurrou: 'Eu posso ser seu marido'. Ele foi insistente, não aceitou um 'não' como resposta. Ele era pesado, muito pesado para eu conseguir sair debaixo dele. Então eu senti, ele colocou algo dentro de mim. Eu perguntei o que era aquilo e ele disse: 'Sou eu, bebê'. Estava feito. A única coisa que eu tinha como virtude estava arruinada. Eu queria acreditar que era um tipo de pesadelo, que tudo não passava de um sonho ruim", lembrou.

Nessa quarta-feira, 22, após ficar sabendo do relato da ex, Nick se pronunciou: “Eu estou chocado e triste com as acusações da Sra. Schuman. Melissa nunca expressou para mim enquanto nós estávamos juntos ou em qualquer momento após aquilo que qualquer coisa que fizemos não foi consensual. Nós acabamos gravando uma música e nos apresentado juntos, e eu sempre fui respeitoso e apoiei Melissa tanto pessoalmente como profissionalmente”, disse, em entrevosta à revista "People".

Tags: abuso, acusações, consensual, cristão, estupro, ex, karina kuperman, melissa schuman, momento, namoro, nick carter, oral, relato, religião, respeito, sexo, valores, violentada

Compartilhe: