Jornal do Brasil

Quarta-feira, 20 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Esportes

Garantida na fase final, seleção feminina perde para Itália pela Liga das Nações

Jornal do Brasil

Já garantida na fase final da Liga das Nações, a seleção brasileira feminina de vôlei se despediu da primeira fase da competição com derrota. Em uma partida de altos e baixos, a equipe do técnico José Roberto Guimarães perdeu para a Itália por 3 sets a 2, com parciais de 22/25, 25/20, 17/25, 25/19 e 15/12 em Eboli, na Itália.

Foi o terceiro jogo do time nacional na quinta semana do torneio. Antes, o Brasil havia vencido Bélgica e Tailândia por 3 sets a 1. No total, a equipe fechou a participação na etapa inicial com 12 vitórias e três derrotas.

Além do Brasil, garantiram vaga na próxima fase Estados Unidos, Sérvia, Turquia e Holanda. A Itália entrou em quadra já eliminada e terminou na sexta colocação. Além das cinco equipes, a fase final contará com a China, que é o país sede. As disputas acontecerão em Nanquim, do dia 27 ao primeiro de julho.

No duelo contra a Itália, o técnico Zé Roberto poupou o principal destaque do Brasil nos jogos anteriores, Tandara. E começou a partida com Adenízia, Roberta, Gabi, Amanda, Monique, Ana Bia e Suelen, de líbero.

Rosamaria, principal pontuadora do dia anterior, ficou no banco. No primeiro set, a seleção brasileira teve o controle do jogo e fechou com um ponto de bloqueio da Amanda: 25 a 22. A Itália reagiu e na reta final do segundo set conseguiu abrir vantagem de 20/15. Na sequência, manteve a distância no placar e fechou em 25 a 20.

Depois de dormir no terceiro set dos dois jogos anteriores, a equipe brasileira chegou a abrir 11 a 3 no placar após uma pancada de Rosamaria. A seleção italiana esboçou reação, mas não teve como buscar o placar, que ficou em 25 a 17. No quarto set a gangorra pendeu para o lado das italianas, que abriram 11 a 4. A seleção brasileira errava muito e viu a adversária fazer 25/19.

O tie break foi parelho no início até que as italianas abriram 10 a 7. Zé Roberto pediu tempo e o Brasil buscou empate em um ataque de Amanda. No bloqueio de Adê, chegou a virar. No entanto, as italianas reagiram e viraram para 13 a 12. E, depois, mantiveram a vantagem para fechar em 15/13.



Compartilhe: