Jornal do Brasil

Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Esportes

Totti dará pontapé inicial de jogo contra feminicídio em Roma

Partida lembrará da morte de jovem carbonizada pelo ex-namorado

Agência ANSA

O ex-jogador e agora dirigente da Roma, Francesco Totti, dará o pontapé inicial de uma partida de futebol no distrito romano de Ostia que lembrará de Sara Di Pietrantonio e de todas as mulheres vítimas de feminicídio.

O jogo, que será disputado na quinta-feira (23) no Centro Esportivo Longarina - Totti Soccer School, contará com a presença de magistrados, artistas e jogadores e está sendo organizado pelo Departamento para Igualdade de Oportunidades da Itália.

Além deles, haverá a participação de estudantes italianos que venceram um concurso que abordava os temas ligados à violência contra as mulheres e a mãe de Di Pietrantonio, Concetta Raccuia.

A subsecretária da Presidência do Conselho de Ministros do governo italiano e que gere o Departamento, Maria Elena Boschi, também confirmou presença.

A jovem Sara Di Pietrantonio tinha 22 anos no dia em que foi estrangulada e teve seu corpo queimado pelo ex-namorado Vincenzo Paduano, que não aceitava o fim da relação. O crime foi cometido em 29 de maio de 2016 e chocou os italianos, sendo que o assassino foi condenado à prisão perpétua.

Nos últimos anos, os casos de feminicídio tem aumentado na Itália e, segundo um estudo divulgado nesta terça-feira (21) pela ONG SOS Stalking, 84 foram assassinadas por companheiros ou ex-companheiros na Itália entre janeiro e novembro deste ano - uma média de uma morte a cada três dias. Duas delas estavam grávidas.

Tags: feminicídio, jogo, pontapé inicial, roma, totti

Compartilhe: