Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

Esportes

"Tristeza" de Cristiano Ronaldo seria tática para aumentar salário no Real 

Portal Terra

A notícia de que Cristiano Ronaldo está triste e cogita deixar o Real Madrid movimentou o mundo do futebol nesta segunda-feira. A repercussão do caso ganhou vários contornos quanto ao futuro do craque português. De brigas dentro do elenco a propostas irrecusáveis, vários foram os ecos causados após o depoimento de insatisfação do jogador no clube espanhol.

Os jornais europeus amanheceram em polvorosa e já dão diferentes versões do caso, além de possíveis destinos do atleta. Mais comedidos, os periódicos de Madrid destacaram a tristeza do português e a surpresa dos dirigentes madrilenos com as declarações deste domingo. 

Convocado para a seleção de Portugal, Cristiano Ronaldo faltou a um evento em Alcochete, no qual homenagearia Aurélio Pereira, seu descobridor, segundo o jornal As.

Para o periódico, a causa de sua ausência estaria relacionada à falta de tempo para se juntar à equipe. O evento estava marcado para uma hora antes da apresentação dos portugueses, na cidade de Obidos - localizada a 100km de Alcochete, onde seria a apresentação da seleção. Com isso, o atleta corria o risco de chegar atrasado para se juntar aos companheiros de Portugal.

Já o jornal Marca destacou que tanto o técnico do Real Madrid, José Mourinho, quanto o agente de Cristiano Ronaldo, Jorge Mendes, não esperavam a "bomba" deste domingo no Santigo Bernabéu. Ambos estão surpresos com as declarações de que o jogador está triste na Espanha. O representante do português negou que a situação tenha alguma relação com motivos econômicos ou grande oferta de outro clube.

Táticas para aumentar salários e propostas

Por sua vez, o jornal catalão Mundo Deportivo destacou que Cristiano Ronaldo não se sente mais valorizado no Real Madrid por ganhar o mesmo salário de Kaká e por estar com os saldos defasados se comparado a outras estrelas do futebol mundial, como Ibrahimovic, do PSG, Samuel Eto'o, do Anzhi, e Drogba, atualmente no futebol chinês.

O periódico ressalta que seu salário, como o de todos os outros jogadores estrangeiros, diminuiu consideravelmente depois da aprovação da Lei Beckham, que aumentou a tributação para os residentes fiscais na Espanha de 24%, para 43%. As duas situações deixaram o atacante português triste, e com vontade de deixar Madrid.

Outro motivo que pode motivar Cristiano Ronaldo a deixar seu atual clube são as propostas estratosféricas que o jogador teria recebido. Segundo a RAC1, o português recebeu uma proposta economicamente impressionante do diretor esportivo do PSG, Leonardo. Para o Mundo Deportivo, essa proposta é uma maneira de pressionar o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, a aumentar seus rendimentos no clube.

Além disso, o Sport destaca que a liga francesa mantém o mercado de transferências aberto e que dinheiro não seria problema para o multimilionário PSG. Além do salário estratosférico, o glamour de Paris agradaria tanto o jogador, quanto sua mulher, Irina Shayk.

Outro time que estaria interessado em Cristiano Ronaldo seria o Anzhi Makhachkala, da Rússia. Outro "novo-rico", o time tentaria usar o técnico Guus Hiddink e o talão de cheques com uma proposta que saciaria todas as pretensões de Ronaldo para convencer o jogador a se transferir para o Leste Europeu. O mercado no país também ainda está aberto, e a intenção do Anzhi seria formalizar uma proposta o quanto antes.

Tags: futebol, milionário, psg, Real, RONALDO

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.