Jornal do Brasil

Quinta-feira, 31 de Julho de 2014

Esportes

Corinthians elimina Santos e vai à final da Libertadores 

Portal Terra

O Corinthians conquistou nesta quarta-feira, pela primeira vez na história da Copa Libertadores da América, a vaga para as finais do torneio. Jogando no Estádio do Pacaembu, o time do técnico Tite sufocou o Santos e empatou por 1 a 1, eliminando os atuais campeões da competição. Graças a um gol de Danilo no início do segundo tempo, os corintianos estão a dois jogos do título mais desejado pela torcida.

O resultado só foi positivo para o Corinthians por conta da vitória fora de casa na primeira partida, na Vila Belmiro: 1 a 0, com gol de Emerson - que, suspenso, não atuou no Pacaembu. Em São Paulo, Neymar chegou a abrir o placar para o Santos, mas os comandados de Muricy Ramalho visivelmente sentiram o empate na volta para o intervalo e praticamente não conseguiram mais ameaçar o goleiro Cássio - este, vazado pela primeira vez na Copa Libertadores.

Os times entraram em campo sem surpresas: o Corinthians foi escalado com Willian na vaga do suspenso Emerson, enquanto o Santos foi a campo com Alan Kardec, Borges e Neymar formando o ataque. Com o gol santista ainda no primeiro tempo, o técnico Tite optou por sacar o camisa 7 para lançar Liedson, mas nem mesmo o camisa 9 foi capaz de mostrar poderio ofensivo - pelo contrário, o gol de empate do Corinthians nasceu de dois meias, com Alex cruzando para Danilo completar.

Os dois times voltam a campo neste final de semana pelo Campeonato Brasileiro: o Corinthians joga domingo contra o Palmeiras, às 16h, no próprio Pacaembu, enquanto o Santos recebe o Coritiba na Vila Belmiro, no mesmo dia, mas às 18h30 (de Brasília). Classificados, os corintianos esperam por Boca Juniors ou Universidad de Chile, que decidem o outro finalista da Libertadores nesta quinta-feira, em Buenos Aires.

Primeiro tempo: Neymar faz e incendeia decisão 

O jogo começou com o Santos tendo dificuldades para articular jogadas e permitindo contra-ataques rápidos ao time do técnico Tite. Os visitantes tentaram chegar ao gol de Cássio aos 5min, em bola para Durval, e aos 9min, em falta sofrida por Alan Kardec pela direita - a primeira foi pela linha de fundo, enquanto a segunda foi afastada de cabeça pela zaga, dando origem a um perigoso contra-ataque, encerrado com um chute fraco de Willian.

Com uma defesa bem postada, o Corinthians passou a sofrer faltas, como na de Willian aos 17min e na de Jorge Henrique, aos 18min - nesta, Alex cobrou com perigo e obrigou Rafael a saltar para evitar que a bola atingisse pelo menos a trave. Com a partida truncada, o Santos tentava chegar pela bola aérea, como nos cruzamentos aos 24min, 25min e 27min. Aos 28min, Ganso tentou acionar Borges na área, mas o passe saiu muito longo.

O Santos tentou com Borges, impedido, aos 31min, enquanto o Corinthians respondeu com Willians, aos 34min, para fora. Porém, aos 35min, o Santos acendeu a decisão e fez 1 a 0, ressurgindo para o confronto: Neymar passou na direita para Alan Kardec, que avançou, foi à linha de fundo e cruzou - a bola desviou em Borges, bateu na trave e voltou nas pernas do próprio Neymar, indo para dentro do gol. Porém, com a vantagem, o time de Muricy Ramalho passou a se defender em busca do intervalo.

Com o rival recuado, o Corinthians aproveitou e quase conseguiu o 1 a 1 ainda no primeiro tempo. Aos 43min, após bola mal afastada, o volante Ralf arrematou sem força; depois, aos 45min, Jorge Henrique aproveitou cruzamento da esquerda e cabeceou para o chão, parando na defesa de Rafael.

Segundo tempo: empate rápido e alívio alvinegro 

No segundo tempo, com Liedson na vaga de Willians, o Corinthians conseguiu tranquilidade e empatar a partida logo aos 2min: após falta cruzada por Alex pela esquerda, a defesa do Santos não afastou e a bola caiu no pé de Danilo, que teve tranquilidade para mandar para as redes. De quebra, aos 6min, o mesmo Alex cruzou fechado pela direita, e o Corinthians só não teve chance mais perigosa porque Alan Kardec tirou de cabeça.

Com 8min, após um atraso do gandula na reposição de bola, Adriano caiu na provocação e atrapalhou a sequência do jogo. Com o emocional em frangalhos após o empate, o Santos passou a cometer seguidos erros de passe. Em busca de empate, aos 15min, Henrique invadiu a área pela direita e dividiu no corpo com Danilo, indo a chão e pedindo pênalti - sem sucesso.

Mas o momento era do Corinthians, e o time quase fez o gol da virada aos 23min: após cruzamento de Alex pela direita, Paulinho apareceu livre na área e mandou de primeira na trave - no entanto, a arbitragem já assinalava impedimento.

Com 30min, Alex - o melhor jogador do meio-campo do Corinthians no jogo - arriscou chute forte de frente para o gol e parou na defesa de Rafael para baixo. Aos 40min, Ganso lançou para a área e Alessandro tentou cortar, mandando sem jeito por cima do gol de Cássio.

No fim, na base do sufoco, o Santos tentou chegar, como no lançamento de Rafael para Dimba nos acréscimos. A essa altura, nada mais podia adiar: enfim, o Corinthians era finalista da Libertadores.

Tags: Corinthians, empate, final, Santos, vaga

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.