Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Esportes

Copa: possível ausência de jogos da Seleção no Rio provoca revolta

Jornal do BrasilCarlos Caroni

O anúncio de que a Seleção Brasileira só jogará no Rio de Janeiro caso chegue à final da Copa do Mundo, em 2014, põe em xeque os critérios utilizados pela Fifa na escolha das sedes, anunciadas nesta quinta-feira. Embora receber a decisão do torneio seja importante (e óbvio, na medida em que o Maracanã pode ser considerado a Meca do futebol mundial), surpreendeu o fato de o estado, símbolo do país no exterior, não ter sido prestigiado dentro de seu próprio território. Enquanto isso, cidades como Fortaleza e Brasília, com tradição evidentemente menor no futebol, já têm partidas garantidas.

Vale destacar que foram gastos cerca de R$ 30 milhões para montar a estrutura, no Rio,  onde foi realizado o sorteio das chaves das eliminatórias da Copa, em setembro. O esforço, além de servir como uma prova de que o Brasil pode sediar um evento de grande porte, é um sinal do comprometimento do estado. Não à toa, o Rio foi escolhido para receber o Pan em 2007 (após superar disputa interna com São Paulo) e os Jogos Olímpicos de 2016.

>> Você acha justo o Rio ficar com apenas um jogo da seleção brasileira, e mesmo assim só se ela for para a final da Copa?

Operários jogam bola no Maracanã. Seleção brasileira pode não fazer o mesmo
Operários jogam bola no Maracanã. Seleção brasileira pode não fazer o mesmo

O descontentamento da população é evidente. Durante toda esta quinta-feira, e ainda hoje, são muitas as manifestações de repúdio à decisão da Fifa nas redes sociais. "Vergonha", "absurdo", e "injustificável" eram algumas das palavras mais presentes nas milhares de críticas. "Por quê?", "O que aconteceu?", questionavam outros tantos. Qual seria a resposta para estas perguntas?

Carlos Alberto Torres: "Há algo de errado"
Carlos Alberto Torres: "Há algo de errado"

"Só pode ser política. Não sei qual é a bronca, nem posso dizer contra quem. Mas essa é a única explicação possível. Uma praça como o Rio de Janeiro mereceria ao menos mais um jogo da Seleção. Tenho certeza de que há algo de errado", sentencia o ex-lateral direito e capitão do tri Carlos Alberto Torres. 

Um dos maiores atletas da história do futebol, com passagens por Botafogo, Fluminense, e Flamengo, o "Capita" diz que, caso ainda atuasse, estaria decepcionado com a possibilidade de disputar uma Copa no Brasil e não poder brilhar no gramado do "Maior do Mundo".

"Tenho certeza de que os jogadores que almejam disputar o mundial sentiram o baque. O Maracanã é um estádio lendário, tem uma atmosfera mágica. Você se transforma quando entra em campo, dá tudo de si. É uma sensação diferente de qualquer outra", relata. 

Jairzinho: "Faltou força"
Jairzinho: "Faltou força"

Companheiro de Carlos Alberto na mítica seleção de 1970, o ex-atacante Jairiznho - até hoje o único a ter marcado gols em todas as partidas de um mesmo mundial - compartilha o discurso do amigo. Para ele, o trabalho das autoridades fluminenses não esteve à altura da importância histórica e econômica do estado. 

"Enquanto os outros estados estavam sendo bem representados, nós não tivemos força política suficiente. O Rio é um estado, mas para mim é como se fosse o melhor país do mundo, em todos os aspectos: cultura, alegria, esportes... É uma pena", lamenta.

Políticos também criticam

Membro da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara, o deputado-federal Otávio Leite (PSDB-RJ) classificou o episódio como lamentável e ressaltou o fato de que a CBF, apesar de não ser a responsável direta pela decisão, pode ser responsabilizada na medida em que exerce grande influência sobre a Fifa.

"É um demérito para o Rio de Janeiro, que é, sem sombra de dúvidas, a cara do Brasil no exterior. É até curioso que o estado que mais irá investir recursos públicos para a realização do evento seja o que menos tenha chance de receber um jogo da Seleção", diz.

Já o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ), pré-candidato à prefeitura nas eleições municipais de 2012, classificou o anúncio como "a coroação de uma sucessão de absurdos".

"O Maracanã foi reformado em 2007, passa por novas obras, e o orçamento já superou, e muito, o previsto inicialmente. Como se isso não bastasse, ainda acabaram com a geral. A Fifa tem seus interesses mas, infelizmente, eles passam pela elitização do esporte. Tudo foi feito em nome da Copa e agora recebemos essa notícia", indigna-se.

O caminho da seleção na Copa

O Brasil vai estrear na Copa do Mundo de 2014 em São Paulo, no dia 12 de junho. Depois disso, segue para Fortaleza, onde joga no dia 17 e encerra a participação na primeira fase se apresentando em Brasília, no dia 23.

Caso siga em frente na competição, o Brasil vai se apresentar em Belo Horizonte, Fortaleza e São Paulo, que acabariam recebendo mais de uma partida da Seleção. 

Confira os horários de todos os jogos da Copa de 2014:

Abertura (12/06): 17h

Demais jogos da primeira fase (12/06 até 26/06): 13h, 16h e 19h (excepcionalmente no dia 14/10, um jogo será às 22h)

Oitavas e quartas de finais (28/06 até 05/07): 13h e 17h

Semifinais (08/07 e 09/07): 17h

Disputa de 3º lugar (12/07): 17h

Final (13/07): 16h

Tags: carlos alberto torres, cbf, Copa, escolha, Fifa, freixo, repercussão, Rio de Janeiro

Compartilhe:

Comentários

10 comentários
  • padruga, Rio

    Fui tudo armação política. Brasília queria a abertura, mas perdeu para SP. Em troca recebeu dois jogos da seleção. Brasília festeja que será a capita da Copa: que capital é esse que perdeu o jogo de abertura? Eu já imaginava tudo isso. E não foi nada armado pela Fifa não. Foi armação no nível do Governo federal. E vem mais armação contra o Rio por aí: vão nos tirar o congresso da Fifa, o sorteio das chaves e, posso apostar, a vila da mídia...Se a gente não ficar atento, vão querer nos tirar até os Jogos Olímpicos.

  • katia sampaio, Rio de Janeiro

    O que valeu o Boomm imobiliario? Vamos ver se agora o RJ volta a realidade.

  • balduio vieira filho, são paulo

    Seria comico , se não fosse trágico...

  • getulio rodrigues, rio de janeiro

    Essa é a politica do quem dá mais, o Rio perdeu a Capital do Brasil, perdeu a Bolsa de valores a mais antiga do pais, perdeu industrias bancos etc... para que estado sao paulo. Sabe porque eles nao tem alta estima beija qualquer um que esteja em seus caminhos, como amigos ou inimigos. o negocios deles e tirar dosw outros na maior cara de pau. E a imprensa nada fala, ainda batem palma. Voces ja viram um jogador de futebol, num motel com tres transvestidos e com droga. E agora é uma alta autoridade de sao paulo, como pode um estado querer ser mais que os outros. Se nao tem moral alguma.

  • Ana Paula, São Paulo

    Gente, nem sei pq tanta surpresa! É claro que uma copa que não quer o povo não teria jogo no RJ. Afinal quem trás dinheiro são os estrangeiros e não os pé-rapados dos brasileiros, que alias somos nós que teremos engolido a perda de milhares de reais desviados dos cofres públicos para obras sem cabimento, para os apadrinhados do ministério do esporte e para as empreiteiras; teremos engolido o descumprimento dos direitos do consumidor, do estatuto do idoso e meia entrada para estudantes; teremos engolido o NÃO direito de pintar as ruas e enfeita-las sem pagar pelo "logotipo" oficial da Fifa; alias já estamos engolindo muito sapo! O RJ sediará 7 outros jogos de outras seleções e terá os hotéis cheios, as praias cheias, muito euro e dólar rodando na cidade e o no final o que lucrarão com isso terão um sorriso de orelha a orelha. Eu tô delirando??? Mas não vi o Cabral chorar e nem o Paes. Eles estão é comemorando o enriquecimento da cidade...... e estão é rindo da nossa cara de palhaço!

  • flavio, bhz

    A jogada e muito simples , alem de SP ganhar o jogo de abertura , SP acaba de ganhar tambem um memorial para um Ex presidente corinthiano . Claro com o dinheiro publico . E a unica finalidade do itaquerao

  • Coqueiro Stressado, R J

    DE REPENTE SÃO PAULO NÃO É MAIS A CIDADE DOS 200KM DE ENGARRAFAMENTOS CONSTANTES.
    RESOLVERAM O PROBLEMA ? ENTÃO VEREMOS NA COPA.

  • Uanderson, Rio de Janeiro

    getulio rodrigues, voce disse tudo, o que mais vemos são " Cariocas Ilustres" traidores que se bandearam para São Paulo e não e só no futebol , no samba tambem tem, uma delas era comentarista de carnaval da Globo em São Paulo.Na questão da Copa, isso não me surpreende foi uma tentativa de " agradar" ao poderio paulistano que não estava satisfeito do Rio ter conseguido as OLimpiadas. Eu como Carioca vou torcer para que o Brasil caia fora da Copa logo no inicio. Primeiro para ferrar com quem quis nos ferrar, e segundo porque depois que os outros Estados fizeram conosco onde covardemente tiraram nossos recursos do petroleo, passei a ter nojo de ser Brasileiro, sendo assim tanto faz se os jogos da Seleção brasileira serão feitos em São Paulo, Brasilia ou no raio que o parta! no fundo da no mesmo. O importante e que teremos as Olimpiadas que serão somente nossa. A Copa e do Brasil, mas as Olimpiadas serão do Rio que assim como Moscou, Pequim,Atlanta, tambem estaremos na " calçada da fama" das cidades olimpicas!

  • Tarcísio, Rio de Janeiro

    Cá entre nós: o Maracanã e o Rio só são tão maravilhosos para os gringos e os cariocas. E olhe lá! Para os gringos da FIFA que correram as cidades sedes, o Maracanã a cada dia perdia a majestade. BH, Fortaleza e Brasília - ao contrário do que diz a matéria, se esforçaram muito para conseguir o que conseguiram. A presença do RJ e SP junto com essas três é que é o mero prestígio político-econômico. BH, FOR e BSB merecem o respeito dos Cariocas porque trabalharam duro para isso. E pelo menos no que tange BH e FOR que conheço muito bem, não há nada de "com tradição evidentemente menor no futebol" como diz a matéria. Parabéns as três. Espero que os cariocas entendam que o Rio é lindo e maravilhoso! Mas o ego do carioca é muito maior que a beleza e maravilha da cidade.

  • Pastor Joaquim, Niteroi R. J.

    Achei justo . Afinal agora o RIO é uma cidade EVANGÉLICA e chega de FUTEBOL BAGUNÇA. AMÉM !

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.