Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

País - Eleições 2012

Longe do PP, Celso Russomanno diz que eleitorado de Maluf é bem-vindo 

Portal TerraThiago Tufano

Pré-candidato à prefeitura de São Paulo pelo PRB, Celso Russomano participará de sua primeira eleição "longe" do deputado federal Paulo Maluf (PP). Foram mais de 10 anos trabalhando no mesmo partido de Maluf, o PP, mas com muitas desavenças e opiniões divergentes. Porém, apesar dos problemas durante o tempo em que defendiam a mesma legenda, Russomanno afirmou que o eleitorado do ex-governador de São Paulo seria bem-vindo em sua campanha às eleições municipais deste ano.

"O eleitorado não é dele, porque ninguém é dono de nenhum eleitorado, mas eu sempre tive estrela própria. Nunca fui apadrinhado por ele. Minhas votações sempre foram ou maior ou perto das dele. Nas últimas eleições, fiz a legenda sozinho, com mais de 560 mil votos. Nunca precisei e nunca estive atrás de nada. Essa bandeira vem desde minha primeira candidatura, quando fui o mais votado do Brasil", afirmou Russomanno.

Quando questionado sobre como seria a primeira eleição "longe" de Maluf, lembrou que as campanhas pelo PP nunca foram "perto" e que sua convivência com o ex-prefeito de São Paulo sempre foi complicada.

Os vários desentendimentos com Maluf fizeram com que o pré-candidato à prefeitura pelo PRB deixasse o PP em 2011. Logo que se filiou ao novo partido, Russomanno afirmou que o pouco espaço na antiga legenda foi o principal motivo de sua saída, além do possível acordo firmado nos bastidores entre o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e Maluf para que ele não saísse candidato a prefeito pelo PP.

"Fui abandonado no meio de uma eleição propositalmente, jogado na fogueira e largado sozinho. Todo mundo sabe as brigas homéricas que tivemos ao longo de toda a nossa convivência dentro do partido, com ações judiciais de todos os tipos", disse. "Se eu falar que vou fazer tal coisa e der minha palavra, isso está no fio do bigode. É assim que eu honro as coisas. É assim que deve ser feito. Não aceito você falar uma coisa e depois virar as costas e não ser mais aquilo", completou, lembrando-se dos problemas de relacionamento com Maluf.

Russomanno disse ainda que hoje é um político feliz, elogiando sua atual legenda e ressaltando a importância do apoio político dentro de um mesmo partido.

"O que eu tenho hoje é uma coisa que nunca tive. Um partido que está do meu lado. Falamos a mesma língua, trabalhamos juntos, pensamos da mesma forma. Todos estão imbuídos do mesmo princípio. Hoje sou feliz no PRB", completou.

Tags: 2012, Disputa, eleição, prefeitura, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.