Jornal do Brasil

Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Economia

PIB do setor agropecuário deve fechar ano em 10,8%, diz Ipea

Para 2018, previsão é de queda de 1,7% em relação a 2017, segundo estudo

Jornal do Brasil

O Produto Interno Bruto (PIB) do setor agropecuário deve fechar 2017 em 10,8%, prevê a seção de economia agrícola da Carta de Conjuntura nº 37, lançada nesta terça-feira (21) pelo grupo de Conjuntura do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Para 2018, a estimativa é de queda de 1,7%. 

“Após um ano de 2017 com crescimento expressivo, a queda prevista para a safra de grãos deve resultar em redução do PIB do setor agropecuário em 2018”, explica José Ronaldo de Castro Souza Jr., diretor de Estudos e Políticas Macroeconômicas do Ipea.

Quanto ao número de pessoas ocupadas no agronegócio, houve um aumento de 1,3% no segundo trimestre de 2017, comparado ao primeiro trimestre do ano. O aumento ocorreu principalmente na agroindústria, com alta de 4,6%. Na comparação com o ano passado, no entanto, o número de ocupações continua em queda. A redução foi de 2,3%, comparando-se o segundo trimestre de 2017 com o mesmo período de 2016.

Os dados mostram ainda que o aumento das exportações foi de 12,4% na comparação com 2016 e de 22% em relação a 2015. O aumento em relação ao ano passado ficou concentrado em soja (23,3%) e pimenta (89,6%). 

Com relação às fontes de recursos, a poupança rural controlada apresentou um acréscimo de 78,1%, contabilizando financiamentos na ordem de R$ 18 bilhões. 

Os Fundos Constitucionais de Financiamento Regional - FNO (Região Norte), FNE (Região Nordeste) e FCO (Região Centro-Oeste) - cresceram 107,7%, desembolsando R$ 3,9 bilhões. 

Quanto aos investimentos, no agregado, totalizaram R$ 9,83 bilhões no período de julho a outubro de 2017, aplicação 39,7% superior à do mesmo período em 2016. 

Tags: financiamento, fonte, investimento, poupança, recursos, safra, trabalho

Compartilhe: