Jornal do Brasil

Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

Economia

Serasa: otimismo no comércio segue alto para o Dia dos Pais

Jornal do Brasil

A Pesquisa Serasa Experian de Perspectiva Empresarial para o Dia dos Pais 2011 apurou que 55% dos varejistas de todo o país esperam aumento de faturamento em relação à mesma data do ano passado.  Diferentemente do Dia das Mães e dos Namorados 2011, cuja parcela de otimistas ampliou-se ante igual evento de 2010, a presente data repete o bom ânimo do ano passado. 

Na pesquisa 2011, 36% vão manter o faturamento e 9% vêem queda frente o Dia dos Pais 2010. No ano passado, eram 39% esperando repetir o faturamento e 6% aguardando recuo. Nota-se que aumentou o percentual de varejistas que devem registar decréscimo de seu faturamento.

A Pesquisa Serasa Experian de Perspectiva Empresarial para o Dia dos Pais 2011 entrevistou 1.016 empresários ou principais executivos do varejo, em todo o país, e foi a campo de 7 a 13 de julho.

Analisando as opiniões por porte de empresas, 80% dos grandes varejistas acreditam que vão incrementar seu faturamento na data em relação a 2010. Nas médias, 65% compartilham da mesma opinião, enquanto nas pequenas, 55%.

Na análise regional, 63% dos varejistas do Norte apostam em evolução de seu faturamento neste Dia dos Pais. Na sequência estão Nordeste, com 58%, Centro-Oeste e Sul, ambos com 53%, e Sudeste, com 52%.

Neste Dia dos Pais, os presentes que serão mais oferecidos, segundo os varejistas, serão roupas, sapatos e acessórios (56%); celulares e smartphones (19%); perfumaria e cosméticos (9%); eletrônicos (7%); produtos de informática (incluindo tablets) (2%); bebidas (2%); joias, relógios e canetas (1%) e outros (3%).

Em igual data em 2010, os presentes mais oferecidos foram roupas, sapatos e acessórios (55%); celulares (23%); perfumaria e cosméticos (6%); eletrônicos (6%); produtos de informática (1%); bebidas (2%); joias, relógios e canetas (1%); DVD, CD e livros (1%); refeição comemorativa fora de casa (1%); jogos eletrônicos (1%) e outros (3%).

Este ano, segundo os varejistas, 25% dos gastos com presentes serão na faixa de até R$ 50; 41% de R$ 51 a R$ 100; 24% de R$ 101 a R$ 200; 7% de R$ 201 a R$ 300; 2% de R$ 301 a R$ 500 e 1% acima de R$ 500. Assim, 66% dos presentes custarão até R$100.

Tags: DOS, Dia, comércio, país

Compartilhe: